Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Acriana vence 100m no Mundial de atletismo paralímpico em Paris

Jerusa Geber brilha e além da vitória, garante novo recorde na competição

Lance

Lance|Do R7


Lance
Jerusa Geber no Campeonato Mundial de Atletismo de Paris, no Estádio Sebastian Charlety (Foto: Alexandre Schneider/CPB)

Jerusa Geber venceu a prova de 100m no Mundial de atletismo paralímpico em Paris, na França, nesta quinta-feira (13), com direito a novo recorde da competição. A acriana conquistou a medalha de ouro da classe T11 (cegas), que ainda teve a potiguar Thalita Simplício na terceira colocação.

Dessa forma, o Brasil permanece na vice-liderança do quadro geral de medalhas da competição, com 24 pódios no total, sendo nove ouros, seis pratas e nove bronzes. Os brasileiros estão somente atrás da China, com 25 no total – 11 ouros, oito pratas e seis bronzes.

O Brasil está representado por 54 atletas de 19 Estados e 11 atletas-guia na competição. O Mundial de atletismo de Paris é o primeiro da modalidade após os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 e acontece no Estádio Charlety. O local tem capacidade para 20 mil pessoas e pertence ao clube de futebol Paris FC, da segunda divisão francesa.

Na prova dos 100m T11, Jerusa largou bem e liderou a disputa do início ao fim. A acriana finalizou em 11s86, marca que ninguém havia conseguido antes nesta competição. Além disso, a atleta que nasceu em Rio Branco e é totalmente cega, é a atual recordista mundial da prova, com o tempo de 11s83 registrados durante a 1ª Fase Nacional do Circuito Loterias Caixa de atletismo, em março deste ano, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

Publicidade

- Estamos aqui porque fazemos o que a gente ama. É meu bicampeonato mundial nesta prova, só tenho a agradecer. Os 100m são muito técnicos, não pode errar em nada, temos que estar atentos, pois qualquer descuido podemos perder por milésimos. Mas deu tudo certo - afirmou Jerusa.

Essa foi a oitava medalha de Jerusa em Mundiais. Antes, ela havia conquistado o ouro nos 100m em Dubai 2019; prata nos 100m em Doha 2015; prata nos 100m e nos 200m em Lyon 2013; ouro no revezamento 4x100m, prata nos 100m e nos 200m na Nova Zelândia 2011. Ela é, ao lado do capixaba Daniel Mendes, a atleta com mais medalhas em Mundiais da delegação brasileira em Paris.

Publicidade

+ Cupom LANCEFUT com 10% OFF para os fanáticos por esporte em compras acima de R$299,90

Ao mesmo tempo, a chinesa Cuiqing Liu ficou com a medalha de prata ao completar a distância em 12s30. A potiguar Thalita Simplício, medalhista de ouro nos 400m na última terça-feira (11), fez a dobradinha do Brasil no pódio ao conseguir o bronze com a marca de 12s37.

Publicidade

A prova ainda contou com a participação de outra brasileira, a paranaense Lorena Spoladore, que vinha na disputa pela segunda colocação, quando sofreu uma queda a poucos metros da linha de chegada e perdeu a chance de conseguir a sua segunda medalha no Mundial – antes, havia sido prata no salto em distância no último domingo (9).

Eu esperava o pódio triplo brasileiro, mas sabíamos que a chinesa viria forte também. Foi uma prova boa. Ficamos felizes pela medalha, mas triste ao mesmo tempo, com a Lorena. Espero que ela fique bem - comentou Thalita, que nasceu com glaucoma.

No total, foram quatro medalhas do Brasil nesta quinta-feira em Paris. Pela manhã na capital francesa (madrugada no Brasil), o sul-mato-grossense Yeltsin Jacques levou o ouro na prova dos 1.500m da classe T11 (atletas com deficiência visual). O sul-mato-grossense, que havia conquistado o bronze nos 5.000m, chegou em primeiro lugar nos 1.500m e ainda bateu o recorde da competição, com 4min03s83.

Já a baiana Raissa Machado conquistou a medalha de prata no lançamento de dardo da classe F56 (que competem sentados). A atleta, que nasceu com má-formação nas pernas, atingiu a marca de 23,05m e ficou atrás apenas dos 25,81m de Diana Krumina, da Letônia. A iraniana Hashemiyeh Motaghian levou o bronze, com 22,95m.

+ Transforme qualquer TV em Smart e assista aos jogos do seu time do coração quando quiser!

PROGRAMAÇÃO DOS BRASILEIROS NO MUNDIAL DE ATLETISMO PARALÍMPICO NESTA SEXTA-FEIRA (14), COM HORÁRIOS DE BRASÍLIA:

A partir 4h20 / 9h20 – 100m T11 (round 1)

Daniel Mendes

Felipe Gomes

5h10 ou 5h18 / 10h10 ou 10h18 – 200m T36 (round 1)

Samira Brito

5h27 ou 5h35 / 10h27 ou 10h35 – 100m T53 (round 1)

Ariosvaldo Fernandes (Parré)

5h45 ou 5h53 / 10h45 ou 10h53 – 100m T36 (round 1)

Rodrigo Parreira

6h03 / 11h03 – 400m T37 (final)

Bartolomeu Silva

13h34 / 18h34 – Arremesso de peso F32 (final)

Wanna Brito

13h42 ou 13h50 / 18h42 ou 18h50 – 400m T13 (round 1)

Samuel Eckert

14h04 ou 14h12 / 19h04 ou 19h12 – 400m T20 (semifinais)

Samuel Conceição

Daniel Martins

14h20 / 19h20 – 400m T47 (final)

Fernanda Yara

Maria Clara Augusto

14h25 / 19h25 – Arremesso de peso T47 (final)

Suzana Nahirnei

14h29 / 19h29 – 400m T47 (final)

José Alexandre 

Lucas Lima

14h39 / 19h39 – 1.500m T20 (final)

Antônia Keyla

A partir 14h59 / 19h59 – 100m T12 (round 1)

Lorraine Aguiar

A partir 15h35 / 20h35 – 100m T11 (semifinais)

Daniel Mendes – se avançar

Felipe Gomes – se avançar

16h13 / 21h13 – 100m T53 (final)

Ariosvaldo Fernandes (Parré) – se avançar

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.