Lance ABRACE se posiciona contra a paralisação do futebol: 'Não há embasamento científico'

ABRACE se posiciona contra a paralisação do futebol: 'Não há embasamento científico'

Associação acredita que medida não reduzirá número de infectados pelo novo Coronavírus

Lance
Lance

Lance

Lance

A Associação Brasileira dos Cronistas Esportivos (ABRACE) emitiu um comunicado oficial se posicionando contra a paralisação de eventos esportivos. Ela afirmou que não há embasamento científico ou justificativa que comprove a eficácia da medida adotada, destacando os protocolos de saúde contra a Covid-19 nas competições.


>> Veja a tabela do Campeonato Paulista


- Entendemos como equivocadas e desnecessárias as decisões de suspender a realização de eventos esportivos, notadamente partidas de futebol, não havendo qualquer justificativa crível ou embasamento científico - diz a nota divulgada pelo ABRACE.

- Essas competições vêm sendo realizadas sob os mais seguros protocolos de saúde, bem como servindo para manter ativos vários profissionais, além de ser fator estimulante para as pessoas ficarem em casa, com a opção de assistir a esses jogos pelos diversos meios de comunicação - continua.

Por fim, a ABRACE afirma que as medidas não contribuirá para a redução do número de infectados, mas causará danos às atividades dos cronistas e aumentará o desemprego no Brasil.

O governo do estado de São Paulo suspendeu, na última quinta-feira, os jogos de futebol durante a fase de emergência do novo Coronavírus (até o dia 30 de março), levando à paralisação do Campeonato Paulista.

Confira abaixo a nota na íntegra:


"Entendemos como equivocadas e desnecessárias as decisões de suspender a realização de eventos esportivos, notadamente partidas de futebol, não havendo qualquer justificativa crível ou embasamento científico.

Essas competições vêm sendo realizadas sob os mais seguros protocolos de saúde, bem como servindo para manter ativos vários profissionais, além de ser fator estimulante para as pessoas ficarem em casa, com a opção de assistir a esses jogos pelos diversos meios de comunicação.

Ademais, todos esses jogos estão sendo realizados sem a presença de público, com número reduzido de profissionais da imprensa, não gerando qualquer aglomeração.

É evidente que os cronistas esportivos do Brasil estão cientes da grave crise sanitária existente, inclusive em suas atividades de comunicadores, estão tendo uma importante participação no alerta e orientação à população de todo o Brasil.

Sendo assim, a ABRACE reitera e apela às autoridades governamentais e desportivas do Brasil, que mantenham as competições que vêm sendo realizadas, todas de forma segura e com controles rígidos.

A paralisação do futebol ou de qualquer outro evento desportivo, em nada contribuirá para a redução de infectados da pandemia da Covid-19, bem como servirá para causar irreparáveis danos nas atividades profissionais da crônica esportiva de todo o Brasil, impulsionando, ainda mais, o desemprego na classe e gerando a falência de veículos de comunicação que empregam cronistas e outros profissionais, além da importância social na integração da prestação de serviços".

Últimas