Jogada 10 Werder Bremen reforça que não vai liberar Borré para o Inter

Werder Bremen reforça que não vai liberar Borré para o Inter

Diretor de futebol do clube alemão, Clemens Fritz bate o pé e diz que jogador vai cumprir contrato até o meio deste ano

Jogada 10
Foto: Divulgação/Internacional

Foto: Divulgação/Internacional

Jogada 10

A briga do Werder Bremen com o Internacional por Rafael Borré ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira (20). O diretor de futebol do clube alemão, Clemens Frtiz, disse que o atacante cumprirá o contrato de empréstimo que tem com o clube até o meio deste ano. A permanência do atacante na Alemanha, segundo informou o dirigente, é certa.

“Há muitas forças puxando (Borré) neste momento. E ele, claro, nas discussões. Nós o contratamos por um ano no verão e Borré também aceitou isso. Seu compromisso com a gente não mudou”, disse Clemens Fritz em entrevista à imprensa alemã nesta sexta-feira.

O desentendimento com o Werder Bremen, no entanto, começou quando o Internacional anunciou, esta semana, a contratação de Rafael Borré. Por causa da confusão, o jogador ainda não tem data para desembarcar em Porto Alegre.

No Campeonato Alemão, o Werder Bremen, que está em situação complicada, briga na parte de baixo da tabela. Dessa forma, Clemens Fritz disse que Borré sabe muito bem o papel que tem a cumprir ao lado do clube.

“Ele (Rafael Borré) aceita que tem um papel importante aqui com a gente. Seu compromisso permanece da forma como sabemos que é e que ele é. E assim esperamos que seja”, avisou o dirigente alemão.

Irritação alemã

O Internacional divulgou e oficializou, com pompa e circunstância, a contratação de Rafael Borré. Dessa forma, o contrato assinado vai até dezembro de 2028. O jogador,, com isso, vestiu a camisa colorada e posou para sessão de fotos ao lado do presidente Alessandro Barcellos, ainda na Alemanha. As imagens irritaram, e muito, os cartolas alemães.

No mesmo momento, porém, o dirigente do Werder Bremen, Clemens Fritz, se manifestou indignado. Ele, inclusive, disse que o clube nem sequer foi procurado ou comunicado. Dessa forma, avisou aos dirigentes gaúchos, por meio da imprensa, que não liberaria Borré imediatamente.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas