Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vini faz dois! Mas Real não vence Valencia por causa de marcação polêmica do juiz

No estádio onde sofreu o grave racismo, Vini marca e garante o 2 a 2. Juiz encerra o jogo quando o Real estava fazendo o gol da vitória...

Jogada 10|

Foto: Reprodução de vídeo Star+
Foto: Reprodução de vídeo Star+ Foto: Reprodução de vídeo Star+ (Jogada 10)

Neste sábado (2/3), Vini Jr voltou a ser protagonista de um Valencia x Real Madrid, na casa dos valencianos. Na temporada passada, foi no Estádio Mestalla que o brasileiro sofreu as maiores injúrias raciais na carreira. Desta vez, o racismo ficou mais do lado de fora do estádio (uma faixa o chamando de pinóquio, ou mentiroso por revelar o racismo que sofreu) e nas vaias. Em campo, Vini foi determinante para que o Real não saísse de campo com a derrota. Afinal, depois do time levar dois gols, o brasileiro fez os dois tentos que definiram o 2 a 2.

Contudo, este jogo ficará marcado pelo o que ocorreu no último lance do jogo. Na hora em que Brahim Diaz cruzou opara a cabeçada de Bellingham, que fez o gol que seria 3 a 2, ele encerrou o jogo. Simplesmente inacreditável. Lembrando muito o histórico lance de Zico na Copa de 78. Naquele Mundial, contra a Suécia, o juiz apitou com a bola no ar, antes do Galinho fazer o gol que seria o da vitória sobre a Suécia.

Veja aqui a tabela de classificação do Campeonato Espanhol

Vini Jr marca dois gols para o Real

O jogo parecia sob medida para o Valencia, que logo abriu 2 a 0, gols de Hugo Duro, aos 27 e Yaremchuk, aos 30 minutos. Mas, nos acréscimos da etapa inicial após cruzamento da direita, Rodrygo dividiu com o goleiro e a sobra ficou com Vini Jr. O brasileiro comemorou o gol com o punho cerrado, atitude contra o racismo.

Publicidade

No segundo tempo, o equilíbrio marcou o jogo, com boas chances para os dois lados. Contudo, aos 31, Brahim Diaz cruzou e Vini teve o trabalho de concluir para a rede. Porém, o tento só foi confirmado após dois minutos: posição legal. Na reta final do jogo, Diakhaby, zagueiro do Valencia, numa dividida, saiu de campo com suspeita de fratura na perna. Já nos acréscimos. Hugo Duro entrou na área e caiu. O árbitro marcou pênalti para os valencianos. Mas, ao ir ao VAR, a penalidade foi desmarcada.

Fim de jogo com a bola entrando no gol….

Porém, o lance que vai ser assunto por muitos dias ainda estava por vir. O juiz deu sete minutos de acréscimos, mas o Real estava no ataque. O cronômetro marcava 53 minutos quando, na pressão, Brahim Díaz cruzou e Bellingham, de cabeça, fez o gol da vitória. Vitória? Não o árbitro encerrou o jogo quando a bola já estava ar. E não adiantou o Real Madrid reclamar. Enfim, a decisão estava tomada. 2 a 2.

Publicidade

Jogos da 27ª rodada do Campeonato Espanhol

Sexta-feira (1/3)

Celta 1×0 Almería

Publicidade

Sábado (2/3)

Sevilla 3×2 Real Sociedad

Rayo Vallecano 1×1 Cádiz

Getafe 3×3 Las Palmas

Valencia 2×2 Real Madrid

Domingo (3/3)

Villarreal x Granada

Atlético de Madrid x Betis

Mallorca x Girona

Athletic Bilbao x Barcelona

Osasuna x Alavés

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.