Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vasco realiza exposição em homenagem aos 100 anos dos Camisas Negras

Evento contou com presença de familiares dos jogadores que conquistaram histórico primeiro título carioca do clube, em 1923

Jogada 10|

Jogada10
Jogada10 Jogada10

O Vasco realizou, no sábado (12), uma exposição em homenagem aos 100 anos dos “Camisas Negras”. O time histórico que, aliás, conquistou o primeiro título carioca do clube, no dia 12 de agosto de 1923. Com uniforme preto, a equipe daquele ano teve desempenho acima da média: foram 11 vitórias, dois empates e apenas uma derrota em 14 partidas.

Por sinal, a data está a apenas nove dias do aniversário do Cruz-Maltino, que completa 125 anos de fundação na próxima segunda-feira (21). A VascoTV divulgou um vídeo especial mostrando como foi o evento.

O esquadrão vascaíno de um século atrás também teve ampla relevância social. Afinal, além do cenário esportivo, o objetivo era combater a discriminação racial e lutar pela inclusão no futebol de homens negros e pobres, que compunham a maioria do elenco à época.

A formação em 1923 tinha Nélson, Leitão, Mingote; Nicolino, Claudionor, Artur; Paschoal, Torterolli, Arlindo, Cecy e Negrito. Vários destes defenderam a Seleção Brasileira. Bisneto de Paschoal, Leonardo Cinelli, que esteve em São Januário acompanhando a homenagem, comentou, por exemplo, sobre a importância da solenidade.

Publicidade

“Para mim, é muito gratificante porque eu cresci vendo meu avô, principalmente, falando da história do pai dele. Meu avô sempre fez questão de mostrar esse amor que minha família teve pelo clube. O meu bisavô viveu a vida inteira para o Vasco e faleceu com 87 anos, mas vivenciou esse tempo todo dentro do clube”, disse, em declaração à Vasco TV. Juliana Cinelli, outra bisneta do ex-atacante, reforçou a ideia da possibilidades de as mulheres fazerem parte do esporte, passada de geração à geração em sua família.

“Eu sempre ouvia muitas histórias do meu avô, algo que me incentivava muito. Tudo que eu sei sobre futebol foi ele que me ensinou. Uma mulher gostando de futebol é muito complicado, porém meu avô sempre me mostrou que as mulheres podem sim, ir ao estádio e torcer. Então, é muito importante para mim também”, afirmou ela.

Confira os registros da exposição do Vasco referente aos 100 anos dos Camisas Negras

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.