Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

TV alemã faz pesquisa sobre mais ‘jogadores brancos’ na seleção e incomoda treinador

Segundo a pesquisa conduzida pela emissora pública alemã ARD, 21% dos entrevistados expressaram concordância com essa sugestão

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: INA FASSBENDER / AFP) (Photo by INA FASSBENDER/AFP via Getty Images)

O treinador da seleção da Alemanha Julian Nagelsmann criticou veementemente como “racista” uma pesquisa recente que abordava se a população desejava uma maior presença de jogadores brancos na seleção nacional de futebol. A informação é da “BBC”.

Isso porque a pesquisa conduzida pela emissora pública alemã ARD que chegou a conclusão que 21% dos entrevistados expressaram concordância com essa sugestão.

Diante disso, o treinador que vai comandar a seleção na Eurocopa classificou a pesquisa como “loucura”. Além disso, ele concordou com Kimmich, que tinha afirmado um dia antes que a pesquisa foi infeliz.

“É racista. Sinto que precisamos acordar. Muitas pessoas na Europa tiveram que fugir… em busca de um país seguro. (…) Josh (Kimmich) respondeu muito bem, com uma declaração muito clara e ponderada. Eu vejo isso exatamente da mesma maneira. Esta pergunta é uma loucura. Há pessoas na Europa que tiveram de fugir por causa de guerras, fatores econômicos, desastres ambientais, pessoas que simplesmente querem ser acolhidas”, disse Nagelsmann em um briefing na base de treinamento de sua equipe.

Publicidade

“Temos que perguntar o que estamos fazendo neste momento? Nós, na Alemanha, estamos indo muito, muito bem, e quando dizemos algo assim, acho uma loucura como fechamos os olhos e simplesmente bloqueamos essas coisas.”, concluiu.

Emissora alemã justifica pesquisa

Publicidade

A emissora pública alemã ARD afirmou que realizou a pesquisa para adquirir dados concretos após um repórter, que trabalhava em um documentário sobre futebol e diversidade, ter sido repetidamente questionado sobre a composição étnica da seleção nacional.

Aliás, a pesquisa, que contou com 1.304 entrevistados selecionados aleatoriamente, recebeu a atenção do diretor esportivo da emissora, Karl Valks. Ele expressou consternação com os resultados, os quais refletem a situação social atual na Alemanha.

Publicidade

“O esporte desempenha um papel crucial em nossa sociedade, e a seleção nacional é um forte exemplo de integração”, disse.

Aliás, a equipe nacional alemã, que vai jogar em casa a partir do dia 14 de junho na Eurocopa, apresenta uma variedade de jogadores com origens étnicas diversas, incluindo o capitão Ilkay Gündogan (Turquia) e Leroy Sané (Senegal).

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.