Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Torcida organizada do Flamengo sobre Gabigol: ‘Amarga realidade de sua ingratidão’

Torcedores lamentam a postura do jogador, que vestiu a camisa do Corinthians durante encontro com amigos em sua casa

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Divulgação/Flamengo

Torcedores do Flamengo foram às redes sociais para repudiar o ato de Gabigol em vestir a camisa do Corinthians. A Raça Rubro-Negra, uma das principais torcidas organizadas do time carioca, postou uma nota oficial, em que afirma que “a imagem de Gabriel erguendo troféus agora se mistura com a amarga realidade de sua ingratidão”.

 

“A imagem de Gabriel erguendo troféus em nossa memória agora se mistura com a amarga realidade de sua ingratidão. E essa dor, essa decepção, são os sentimentos que restam, enquanto tentamos encontrar consolo nas lembranças de um tempo em que ele foi nosso herói”, diz trecho da nota.

Durante o período em que Gabigol ficou afastado por conta da tentativa de fraudar exame de antidoping, torcedores do Flamengo apoiaram o jogador. Posteriormente, quando retornou, rubro-negros foram ao Maracanã prestigiar a volta do até então camisa 10. A sensação é de decepção por parte dos flamenguistas.

Publicidade

LEIA: Relembre polêmicas de Gabigol no Flamengo

Veja a nota!

Publicidade

“Gratidão. Uma palavra simples, mas com um peso imenso. No dicionário, significa reconhecer um benefício ou demonstrar agradecimento por algo bom que alguém fez. Mas na vida real, especialmente no mundo do futebol, a gratidão assume formas muito mais profundas e emocionantes. Gabriel Barbosa, ou simplesmente Gabigol, se tornou um símbolo desse sentimento para milhões de rubro-negros.

Gabriel não apenas vestiu o manto sagrado; ele libertou uma nação inteira de um jejum de 38 anos. Duas vezes, ele fez corações rubro-negros explodirem de alegria, preenchendo cada canto da IMENSA NAÇÃO RUBRO-NEGRA com gritos de euforia e lágrimas de felicidade. Assim, se tornou um dos heróis imortais do panteão rubro-negro.

Publicidade

Porém, a vida, assim como o futebol, é cheia de reviravoltas inesperadas. No que talvez tenha sido o momento mais sombrio de sua carreira, a nação rubro-negra não vacilou. Ao contrário, estendeu os braços e o acolheu, oferecendo apoio incondicional. Era a nossa forma de retribuir a gratidão por tudo que ele havia feito. Mas agora, enfrentamos um doloroso golpe. Gabriel, aquele que um dia foi nosso salvador, parece ter escolhido um caminho de ingratidão.

Mais do que uma simples saída, a possível despedida de Gabigol está carregada de uma tristeza profunda. É um adeus que carrega não só a falta de gratidão, mas uma dolorosa falta de respeito. Respeito pelo manto sagrado que ele vestiu, pelo povo rubro-negro que o idolatrava. Não esperávamos amor eterno, pois somos realistas. Mas a maneira como tudo está se desenrolando é um golpe duro demais de suportar.

E assim, uma história que tinha tudo para ser encerrada com chave de ouro, se desfaz em cinzas. Não haverá um final glorioso, uma despedida emocionada. Apenas a sombra de uma saída pela porta dos fundos, silenciosa e apagada. As verdades ou mentiras que envolvem essa história se tornam irrelevantes diante da imensa falta de respeito. Para nós, que vivemos e respiramos Flamengo, é uma ferida que ficará aberta por muito tempo. A imagem de Gabriel erguendo troféus em nossa memória agora se mistura com a amarga realidade de sua ingratidão. E essa dor, essa decepção, são os sentimentos que restam, enquanto tentamos encontrar consolo nas lembranças de um tempo em que ele foi nosso herói.”

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.