Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Torcida do Paulista faz protestos contra parceria com o Palmeiras; entenda

Grupo repudia acordo firmado entre os clubes, que estabelece utilização do estádio em partidas da equipe feminina do Verdão

Jogada 10|

Jogada10
Jogada10 Jogada10

Torcedores do Paulista realizaram, nesta quarta-feira (30), um protesto contra a diretoria do clube. O motivo se deu pela parceria esabelecida com o Palmeiras para o uso do Estádio Jayme Cintra em partidas do time feminino alviverde.

Um grupo exibiu faixas com os dizeres “Quem manda aqui é o Galo e não o Palmeiras” e “O Paulista pertence à sua torcida”, além de críticas ao presidente Rodrigo Alves devido ao vínculo entre os clubes estabelecido em fevereiro deste ano.

O contrato tem validade até o fim de 2024 e firma que o Palmeiras pode fazer uso do Estádio Jayme Cintra – o campo foi reformado recentemente – para partidas da equipe feminina.

Em nota oficial, a direção do Paulista frisou as vantagens da parceria para o clube e deu explicações sobre a necessidade da substituição do gramado.

Publicidade

O Palmeiras disputou, até o momento, seis jogos válidos pelos campeonatos Paulista e Brasileiro no estádio em Jundiaí. No próximo sábado, às 11h, está prevista no local a partida das palmeirenses contra o Ska Brasil, pelo Estadual.

O documento prevê o remanejamento de datas em caso de compromissos para o mesmo dia. Atualmente, o Paulista não participa de nenhuma competição, e o retorno das atividades no proofissional retornarão somente em 2024 pela quinta divisão do Campeonato Paulista.

Publicidade

Veja a nota oficial do Paulista

“O Paulista FC respeita a opinião dos torcedores e reafirma que têm todo o direito de manifestar descontentamentos. O Galo tem 114 anos de história com momentos de notoriedade nacional, que hoje – com um grande passivo – busca se reorganizar para um dia voltar a disputar campeonatos de grande relevância.

Entretanto, entendemos que a parceria com a Sociedade Esportiva Palmeiras, na cessão do Estádio Dr. Jayme Cintra para partidas das equipes femininas, é excelente para o Paulista Futebol Clube. Desde 2011 a Federação Paulista de Futebol (FPF) vem cobrando melhorias e troca do gramado do estádio por conta do seu estado, que teve a sua primeira reforma desde a inauguração em 1957.

Publicidade

Caso não houvesse a troca, o Paulista F.C. poderia não disputar o Campeonato Paulista Segunda Divisão Sub-23, prioridade do clube no ano de 2023, pelas más condições de jogo do gramado antigo.

A parceria com a SEP se iniciou em 2021, quando uma penhora da bilheteria do clube – devido a uma dívida de aproximadamente 90 mil reais com a Sociedade Esportiva Palmeiras adquirida na gestão de 2015. Oferecemos a nossa estrutura durante 30 dias para quitação da dívida, que foi quitada, e a partir desse momento se criou um bom relacionamento entre as duas instituições.

A parceria de fato foi estabelecida em janeiro de 2023, quando ocorreu a troca do gramado do Estádio Dr. Jayme Cintra – bancada pela Sociedade Esportiva Palmeiras, além de um novo sistema de drenagem e irrigação. Por contrato, o Palmeiras também realiza a manutenção do gramado mês a mês. Em contrapartida o Paulista F.C cede o mando de jogos para o time feminino do Palmeiras até dezembro de 2024.

Além do previsto em contrato, a parceria também vai além: o sistema de iluminação e de energia do estádio foi renovado. Sendo assim a parceria com a SEP é excelente ao clube. Além de trazer um carimbo de credibilidade para a gestão e mais visibilidade para a cidade e ao clube.”

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.