Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Torcedores do Boca entram em confronto com polícia na entrada do Maracanã

Argentinos tentam entrar no estádio sem ingresso para a final da Libertadores. Boca busca sétimo título

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Polícia teve de conter a confusão
Polícia teve de conter a confusão

Cenas lamentáveis! Antes da final da Libertadores entre Fluminense e Boca Juniors, os torcedores do time argentino entraram em confronto com a polícia na entrada E do Maracanã, setor destinado aos xeneizes.

A polícia, felizmente, interveio na hora. Além disso, as autoridades lidaram com muitas pessoas sem ingresso tentando invadir o estádio.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Vale lembrar que esta não foi a primeira confusão envolvendo a torcida do Boca Juniors nesta semana. Na última quinta-feira (02), torcedores argentinos brigaram com os cariocanas s areias da Praia de Copacabana.

Publicidade

O campeão da Libertadores receberá o prêmio de 18 milhões de dólares, cerca de 90 milhões de reais. O vice, por sua vez, ficará com 7 milhões de dólares, valor em torno de R$35 milhões. O Fluminense, vice em 2008, também no Maracanã, busca seu primeiro título. Já o Boca está atrás de seu sétimo título. Assim, eles se igualariam ao rival Independiente, maior campeão e hepta desde 1984.

O Boca Juniors chega à final da Libertadores com seis empates no mata-mata. Isso porque, nas fases anteriores, ficou na igualdade com Nacional do Uruguai, Racing da Argentina e Palmeiras. Já o Fluminense eliminou Argentinos Jrs da Argentina com uma vitória e um empate, o Olimpia do Paraguai com duas vitórias e o Internacional com um empate e uma vitória.

Quanto os torcedores gastaram para acompanhar as últimas finais de Libertadores?

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.