Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Torcedora denuncia assédio em São Januário; Vasco irá ajudar na apuração

Ane Ferreira afirma que fato aconteceu durante a comemoração do terceiro gol cruz-maltino, na goleada por 4 a 0 sobre a Portuguesa-...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

- Foto: Leandro Amorim/Vasco
- Foto: Leandro Amorim/Vasco - Foto: Leandro Amorim/Vasco (Jogada 10)

Na semana do Dia Internacional da Mulher, uma torcedora utilizou as redes sociais para denunciar um possível assédio. O fato ocorreu durante o confronto entre Vasco e Portuguesa-RJ pela última rodada da Taça Guanabara. De acordo com a vascaína, um torcedor a atormentou durante a comemoração do terceiro gol cruz-maltino na goleada por 4 a 0. A vitória sacramentou a classificação para as semifinais do Carioca.

“Um homem, ao comemorar o gol, prendeu meu rosto com o braço e começou a beijar meu rosto à força… Eu fiquei muito triste, porque não tem nada que eu ame mais na vida que estar em São Januário e comemorar o gol do Vasco” escreveu Ane Ferreira no Twitter, antes de completar:

“Vou fazer o que está ao meu alcance pra ele não fazer isso com outras mulheres”, acrescentou.

Vasco promete ajudar na apuração

Diante do ocorrido, o Gigante da Colina afirmou que repudia qualquer tipo de assédio. O clube também disse que está à disposição da torcedora para apurar o caso, segundo o portal ‘ge’. Além disso, o clube informou à torcedora que vai buscar imagens do suspeito e do ocorrido.

Publicidade

“O Vasco da Gama repudia veementemente qualquer tipo de assédio e informa que fez contato e está à disposição com toda sua estrutura para apoiar na apuração e denúncia do caso”.

Por fim, o clube terá dificuldade em encontrar o homem, visto que o sistema de reconhecimento facial não está 100% implementado na Colina Histórica. Nos dias de jogos, o Vasco costuma oferecer suporte, com seguranças de colete na cor lilás para auxiliar nesses casos. Além de uma delegacia dentro do estádio.

Publicidade

Relato a torcedora

“Agora que a adrenalina do jogo diminuiu, eu queria dividir com vocês o que aconteceu comigo ontem (domingo) no terceiro gol do Vasco, na arquibancada. Eu pensei o dia inteiro se postaria sobre isso, mas eu fiquei/estou chateada.

Ontem (domingo) no terceiro gol do Vasco, um homem, ao comemorar o gol, prendeu meu rosto com o braço e começou a beijar meu rosto à força. Quando minha amiga virou pra comemorar o gol comigo, ela viu ele segurando minha cabeça, sem me deixar sair e me enchendo de beijo que não permiti.

Publicidade

Nunca vi esse homem, não conheço, não era meu amigo nada. E quando ficamos em choque, sem reação, ele ainda soltou: “Ué, não tá feliz pelo gol?”. Não satisfeito, no quarto gol, mesmo tendo nos afastado, ele ia direto agarrar minha amiga pelas costas, a sorte que eu puxei ela pra mim antes.

Eu fiquei muito triste, porque não tem nada que eu ame mais na vida que estar em São Januário e comemorar o gol do Vasco, e esse homem acabou com isso por duas vezes. São anos frequentando torcida e nunca aconteceu nada parecido, muito menos na minha casa.

Eu decidi fazer esse relato, porque eu sei que a maioria aqui são homens, e vocês precisam entender que uma mulher com sua amiga no estádio não é um convite. E não adianta fazer post no dia das mulheres, enquanto você vê uma mina sendo assediada e finge que não viu.

Por fim, eu tirei foto do sujeito e vou fazer o que está ao meu alcance pra esse d… não fazer isso com outras mulheres”.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.