Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Titular após quase um ano, Sandry quer deixar lesões para trás

Meia do Santos foi titular na vitória por 1 a 0, na última sexta-feira (08), pela Série B

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Raul Baretta/ Santos FC

O meia Sandry ainda leva com carinho a vitória do Santos por 1 a 0 sobre o Ceará, na última sexta-feira (5), no Castelão, pela Série B. Afinal, o jovem de 21 anos voltou a ser titular do Peixe após dez meses. Neste período, inclusive, sofreu com problemas físicos. Ele desabafou sobre o assunto:

“Passa um filme na cabeça, porque foi um momento difícil na minha vida. Acho que só o pessoal aqui do clube e a minha família sabem o que eu passei. Sofri uma série de lesões em seguida, o que acabou tirando a minha sequência. Só tenho que agradecer a Deus por me dar forças a cada dia e agradecer também a todo mundo que me ajudou de alguma forma”, comentou Sandry.

O único jogo de Sandry em 2024 tinha sido na derrota de 3 a 1 para o Novorizontino, no início de junho. Na ocasião, porém, o jovem atuou apenas seis minutos. Assim, pouco pôde fazer para evitar a derrota em confronto da nona rodada da Série B. Antes, o jovem foi relacionado por Carille para o duelo contra o Brusque, mas não entrou em campo na vitória por 4 a 0.

Histórico de lesões

Publicidade

Em agosto do ano passado, Sandry sofreu uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Antes disso, o meia vinha sendo titular e destaque no Paulistão até sofrer uma cotovelada no rosto em duelo com a Portuguesa e precisar passar por cirurgia.

Um pouco antes, em abril de 2021, o camisa 23 rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito durante treino e precisou passar pela primeira cirurgia da carreira. Ao todo, Sandry perdeu 126 jogos ao longo dos últimos quatro anos por conta das lesões.

Publicidade

“Passa um filme na cabeça, porque foi um momento difícil na minha vida. Acho que só o pessoal aqui do clube e a minha família sabem o que eu passei. Sofri uma série de lesões em seguida, o que acabou tirando a minha sequência. Só tenho que agradecer a Deus por me dar forças a cada dia e agradecer também a todo mundo que me ajudou de alguma forma”, comentou Sandry.

“Desistir nunca foi uma opção, porque antes de vir para o Santos FC eu não tinha perspectiva nenhuma. É um sonho tenho conseguir ajudar dentro de campo, então sei que desistir nunca foi uma opção. Agora é só olhar para frente. Conseguimos uma vitória que que dá um ânimo a mais, pois vínhamos bem dentro de casa, mas não estávamos vindo muito bem fora e precisávamos dessa vitória”, acrescentou o meia, que deve ter mais oportunidades com a lesão de Giuliano.

À disposição para o duelo com o Ituano, na próxima segunda-feira (15), às 20h, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Brasileirão da Série B, Sandry também agradeceu a confiança do técnico Fábio Carille durante o processo de recuperação.

“É uma coisa até engraçada, pois na minha primeira lesão, lá em 2021, a recuperação e meu retorno também foi com o professor Carille aqui. Ele já me conhecia, então sabia o processo que eu estava passando. Fiquei bastante tempo treinando para pegar o condicionamento físico, e quando precisou eu estava pronto para ajudar ele”, concluiu Sandry.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.