Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Tite brinca em fazer Dorival ‘quebrar a cabeça’ e deseja sucesso na Seleção

Treinador planeja fazer grande trabalho no Rubro-Negro e manda recado para amigo neste novo desafio na Canarinho

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Rafael Ribeiro/CBF
Foto: Rafael Ribeiro/CBF Foto: Rafael Ribeiro/CBF (Jogada 10)

Nas vésperas da estreia de Dorival Júnior no comando da Seleção Brasileira, nesta Data Fifa de março, Tite concedeu uma entrevista à Conmebol e afirmou que planeja fazer um grande trabalho no Rubro-Negro, para que o técnico “quebre a cabeça” nas próximas convocações.

“(Minha relação com a Seleção é) fazer o Flamengo arrebentar, ter a melhor produção possível, ter todos os atletas selecionáveis. E que ele possa quebrar a cabeça cada vez mais em poder selecionar e ter grandes atletas em condição técnica à disposição da seleção. Se vamos reclamar, isso é outra história, em outra alçada, uma alçada diretiva um pouco acima”, completou.

LEIA MAIS:Seleção Brasileira vai jogar com uniforme azul contra Inglaterra

Além disso, Tite ainda mandou uma mensagem de apoio para o amigo e novo chefe da comissão técnica da Canarinho.

Publicidade

“Torci muito pelo Diniz e torço muito pelo Dorival. São duas pessoas com quem tenho um relacionamento mais próximo, o Dorival, inclusive, eu joguei com ele, tenho uma afinidade. O que posso desejar a ele é muita luz, muita felicidade. E sei do grande grau de dificuldade que é, eu tenho a noção exata”, afirmou.

LEIA MAIS:Afastado, hotel que recebe a Seleção Brasileira é tradicional no futebol

Publicidade

Tite comenta passagem pela Seleção Brasileira

Por fim, o atual técnico do Flamengo ainda destacou os feitos que teve em seu período como técnico da Seleção Brasileira.

“A passagem me deu essa grande oportunidade de duas Copas do Mundo. Meu trabalho me deu a oportunidade de estar seis anos, quase sete, com a Seleção. Nas duas eliminatórias, fomos campeões, recorde de pontos, gols feitos, vitórias, uma invencibilidade de 30 jogos de eliminatórias… isso é muito. Mas, o grau de exigência é muito alto. Duas Copas América, uma sendo campeão e outra sendo vice. Ficamos nas quartas dos Mundiais, mas isso é da vida”, completou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.