Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tite alcança marca importante pelo Flamengo; veja histórico de outros técnicos

Tite alcança marca importante pelo Flamengo; veja histórico de outros técnicos

Jogada 10|

A defesa do Flamengo vem se destacando neste início de temporada e, até aqui, foi apenas um gol sofrido em jogos oficiais (no empate com Nova Iguaçu). Foto: Marcelo Cortes /CRF
A defesa do Flamengo vem se destacando neste início de temporada e, até aqui, foi apenas um gol sofrido em jogos oficiais (no empate com Nova Iguaçu). Foto: Marcelo Cortes /CRF A defesa do Flamengo vem se destacando neste início de temporada e, até aqui, foi apenas um gol sofrido em jogos oficiais (no empate com Nova Iguaçu). Foto: Marcelo Cortes /CRF (Jogada 10 - Galerias)
Com isso, Tite vem se consolidando como o técnico com melhor média de gols sofridos por jogo na Era Landim. O comandante tem a marca de 0,55 por jogo. Veja na galeria a seguir o histórico de outros técnicos no período. Foto: Gilvan de Souza / CRF
Com isso, Tite vem se consolidando como o técnico com melhor média de gols sofridos por jogo na Era Landim. O comandante tem a marca de 0,55 por jogo. Veja na galeria a seguir o histórico de outros técnicos no período. Foto: Gilvan de Souza / CRF Com isso, Tite vem se consolidando como o técnico com melhor média de gols sofridos por jogo na Era Landim. O comandante tem a marca de 0,55 por jogo. Veja na galeria a seguir o histórico de outros técnicos no período. Foto: Gilvan de Souza / CRF (Jogada 10 - Galerias)
2º - Dorival Júnior: 0,81 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
2º - Dorival Júnior: 0,81 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo 2º - Dorival Júnior: 0,81 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
Dorival Jr. trabalhou no clube no segundo semestre de 2022 e conquistou os títulos da Libertadores e Copa do Brasil. Gilvan de Souza / Flamengo
Dorival Jr. trabalhou no clube no segundo semestre de 2022 e conquistou os títulos da Libertadores e Copa do Brasil. Gilvan de Souza / Flamengo Dorival Jr. trabalhou no clube no segundo semestre de 2022 e conquistou os títulos da Libertadores e Copa do Brasil. Gilvan de Souza / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
3º - Jorge Jesus: 0,83 média de gols sofridos por jogo. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
3º - Jorge Jesus: 0,83 média de gols sofridos por jogo. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo 3º - Jorge Jesus: 0,83 média de gols sofridos por jogo. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
O Mister comandou o histórico Flamengo de 2019 campeão da Libertadores e do Brasileirão daquele ano. Em 2020, ele conquistou a Recopa, s Supercopa, o Carioca e saiu em julho. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
O Mister comandou o histórico Flamengo de 2019 campeão da Libertadores e do Brasileirão daquele ano. Em 2020, ele conquistou a Recopa, s Supercopa, o Carioca e saiu em julho. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo O Mister comandou o histórico Flamengo de 2019 campeão da Libertadores e do Brasileirão daquele ano. Em 2020, ele conquistou a Recopa, s Supercopa, o Carioca e saiu em julho. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
4º - Abel Braga: 0,86 média de gols sofridos por jogo. Mailson Santana / Fluminense
4º - Abel Braga: 0,86 média de gols sofridos por jogo. Mailson Santana / Fluminense 4º - Abel Braga: 0,86 média de gols sofridos por jogo. Mailson Santana / Fluminense (Jogada 10 - Galerias)
Abel foi o primeiro técnico da Era Landim e não fez um bom início de semestre em 2019. Foto: Ricardo Duarte / Internacional
Abel foi o primeiro técnico da Era Landim e não fez um bom início de semestre em 2019. Foto: Ricardo Duarte / Internacional Abel foi o primeiro técnico da Era Landim e não fez um bom início de semestre em 2019. Foto: Ricardo Duarte / Internacional (Jogada 10 - Galerias)
5º - Renato Gaúcho: 0,86 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo
5º - Renato Gaúcho: 0,86 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo 5º - Renato Gaúcho: 0,86 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
Vice da Libertadores de 2021 com o clube, Renato teve apenas cinco derrotas em 37 jogos. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
Vice da Libertadores de 2021 com o clube, Renato teve apenas cinco derrotas em 37 jogos. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo Vice da Libertadores de 2021 com o clube, Renato teve apenas cinco derrotas em 37 jogos. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
6º - Paulo Sousa: 0,91 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
6º - Paulo Sousa: 0,91 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo 6º - Paulo Sousa: 0,91 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
O português chegou ao clube no início de 2022 e ficou até junho daquele ano. Foram 19 vitórias, 7 empates e 6 derrotas no total. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
O português chegou ao clube no início de 2022 e ficou até junho daquele ano. Foram 19 vitórias, 7 empates e 6 derrotas no total. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo O português chegou ao clube no início de 2022 e ficou até junho daquele ano. Foram 19 vitórias, 7 empates e 6 derrotas no total. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
7º - Jorge Sampaoli: 1,05 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes/Flamengo
7º - Jorge Sampaoli: 1,05 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes/Flamengo 7º - Jorge Sampaoli: 1,05 média de gols sofridos por jogo. Foto: Marcelo Cortes/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
O argentino teve cinco meses conturbados no comando do rubro-negro em 2023. Ele deixou o clube após perder o título da Copa do Brasil. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
O argentino teve cinco meses conturbados no comando do rubro-negro em 2023. Ele deixou o clube após perder o título da Copa do Brasil. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo O argentino teve cinco meses conturbados no comando do rubro-negro em 2023. Ele deixou o clube após perder o título da Copa do Brasil. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
8º - Rogério Ceni: 1,22 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
8º - Rogério Ceni: 1,22 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo 8º - Rogério Ceni: 1,22 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
O treinador foi campeão do Brasileiro de 2020 com o Rubro-Negro e teve 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas em 45 jogos. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
O treinador foi campeão do Brasileiro de 2020 com o Rubro-Negro e teve 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas em 45 jogos. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo O treinador foi campeão do Brasileiro de 2020 com o Rubro-Negro e teve 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas em 45 jogos. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
9º - Vitor Pereira: 1,25 média de gols sofridos por jogo. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
9º - Vitor Pereira: 1,25 média de gols sofridos por jogo. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo 9º - Vitor Pereira: 1,25 média de gols sofridos por jogo. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
Com 10 vitórias e sete derrotas em 18 jogos, ele foi mais um português na Era Landim e saiu após perder o título do Estadual de 2023 para o Fluminense. Foto: Reprodução / FlaTV
Com 10 vitórias e sete derrotas em 18 jogos, ele foi mais um português na Era Landim e saiu após perder o título do Estadual de 2023 para o Fluminense. Foto: Reprodução / FlaTV Com 10 vitórias e sete derrotas em 18 jogos, ele foi mais um português na Era Landim e saiu após perder o título do Estadual de 2023 para o Fluminense. Foto: Reprodução / FlaTV (Jogada 10 - Galerias)
10º - Domènec Torrent: 1,5 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
10º - Domènec Torrent: 1,5 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo 10º - Domènec Torrent: 1,5 média de gols sofridos por jogo. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)
O espanhol trabalhou em 23 jogos no comando, com 13 vitórias, 4 empates e 6 derrotas, entre agosto e novembro de 2020. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
O espanhol trabalhou em 23 jogos no comando, com 13 vitórias, 4 empates e 6 derrotas, entre agosto e novembro de 2020. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo O espanhol trabalhou em 23 jogos no comando, com 13 vitórias, 4 empates e 6 derrotas, entre agosto e novembro de 2020. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo (Jogada 10 - Galerias)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.