Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Técnico da Inglaterra se irrita com pergunta sobre chaveamento na Euro 2024

Gareth Southgate defende histórico da seleção e reforça foco na partida contra a Suíça pelas quartas de final

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Robert Atanasovski/AFP via Getty Images

Gareth Southgate, técnico da Inglaterra, não gostou de ser questionado se o chaveamento da Eurocopa 2024 facilitaria o caminho dos ingleses até a final. Na véspera da partida contra a Suíça, pelas quartas de final, o treinador ficou irritado durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (5), sobre os comentários de que o ‘English Team’ teria uma vida mais tranquila para chegar à decisão.

“Diria que esse é um exemplo clássico da postura que temos como nação que cria drama e irrita nossos adversários. Estamos jogando contra uma seleção que jogou muito bem e tem orgulho. Nosso foco é em como jogamos com o melhor de nossa habilidade”, disse o treinador.

“Temos apenas duas finais em nossa história, três semifinais. Diversas nações que podemos ver como menores têm números melhores que nós. É parte do problema que temos. Mas, estamos prontos para amanhã e temos grande respeito por nossos adversários”, completou.

LEIA MAIS: Inglaterra x Suíça: onde assistir, escalações e arbitragem

Publicidade

A Inglaterra busca o primeiro título europeu para, depois de quase 60 anos, voltar a vencer um grande torneio, desde o título da Copa do Mundo em 1966. A resposta de Southgate destacou o histórico do país nas grandes competições: os ingleses só disputaram uma final de Copa do Mundo, em casa, e uma final de Eurocopa, na última edição, quando perderam para a Itália nos pênaltis.

Publicidade

Técnico da Inglaterra comenta punição de Jude Bellingham

Ao mesmo tempo, Southgate também comentou sobre a punição a Jude Bellingham, que quase foi suspenso nesta Eurocopa por uma comemoração que incomodou a Uefa. Dessa maneira, a entidade aplicou uma multa e suspendeu o jogador por um jogo, mas permitiu que a suspensão seja cumprida no prazo de um ano.

“Achei que foi uma decisão de bom senso. É claro que quando você marca um gol como ele marcou, no momento em que ele marcou, na idade que tem, você terá uma onda de adrenalina. Não houve intenção no gesto para qualquer pessoa que não seja na comunicação que ele tem com sua família. Mas, do nosso ponto de vista, pensamos que foi um resultado sensato”, analisou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.