Jogada 10 Taffarel volta a ser treinador de goleiros da Seleção Brasileira

Taffarel volta a ser treinador de goleiros da Seleção Brasileira

Goleiro do Tetra e pereparador nas Copas de 2018 e 2022, Taffarel aceita convite de Dorival Júnior e pode ir para sua sexta Copa do...

Jogada 10
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Jogada 10

A história de Taffarel com a Seleção Brasileira ainda não chegou ao fim. Goleiro em três Copas do Mundo – uma das quais foi campeão em 1994 – e treinador da posição em outras duas, ele aceitou convite do técnico Dorival Júnior e voltará a exercer o cargo que esteve à frente de 2014 a 2022.

Ano passado, durante a gestão de Fernando Diniz, esteve na função na Data-Fifa de junho, quando ocorreram os jogos diante da Guiné e de Senegal. O retorno, agora, deve ir pelo menos até o fim da Copa de 2026.

Com a volta de Taffarel, Marquinhos, o escolhido de Diniz para o cargo, volta a ser auxiliar. Com a chegada do ex-goleiro histórico, agora já são oito os nomes da nova comissão técnica. Além do técnico Dorival, de Taffarel e de Marquinhos, Lucas Silvestre e Pedro Sotero são auxiliares técnicos, Celso Rezende é o preparador físico, Thomas Koerich é o analista de desempenho e Guilherme Passos, o fisiologista.

Taffarel foi um dos heróis do Tetra

Convocado pela primeira vez para a Seleção em 1987, Claudio André Taffarel soma 123 jogos pela Seleção Brasileira como atleta. Foi titular, aliás, em 18 jogos de Copas do Mundo: quatro em 1990 até a eliminação para a Argentina nas oitavas de final, sete na campanha do Tetra em 1994 e outros sete no vice-campeonato de 1998. Além disso, também foi o camisa 1 na conquista da medalha de prata na Olimpíada de Seul, na Coreia do Sul, em 1988.

Sua carreira como preparador de goleiros, entretanto, ainda não rendeu um título mundial pela Seleção. Após assumir o cargo em setembro de 2014, aceitando convite de Dunga, o gaúcho de Santa Rosa permaneceu com Tite até 2022. Neste período, Alisson foi titular nas Copas de 2018 e 2022, tendo Ederson como reserva. Além deles, participou das convocações de Cássio e de Weverton para 18 e 22, respectivamente. Em ambos os Mundiais, o Brasil saiu nas quartas-de-final.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas