Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Suécia bate Austrália e termina em terceiro lugar na Copa feminina

Rolfo e Asllani fazem os gols que levam a seleção sueca ao pódio do Mundial. Final será neste domingo entre Inglaterra e Espanha

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Suécia terminou a Copa do Mundo feminina em terceiro lugar pela quarta vez
Suécia terminou a Copa do Mundo feminina em terceiro lugar pela quarta vez Suécia terminou a Copa do Mundo feminina em terceiro lugar pela quarta vez

A Suécia terminou a Copa do Mundo feminina em terceiro lugar. A confirmação veio na madrugada deste sábado (19). No duelo realizado no Lang Park, em Brisbane, bateu a Austrália por 2 a 0, gols de Rolfo e Asllani, um em cada tempo. Dessa forma, as suecas confirmam a mesma posição do último Mundial, em 2019. Aliás, as europeias também ficaram em terceiro em 1991 e 2011, além do vice em 2003. Já a Austrália, apesar da decepção com a nova derrota (perdeu na semifinal para a Inglaterra), sai da competição — da qual foi sede ao lado da Nova Zelândia — em quarto lugar, mas com a melhor colocação na história.

A grande final da Copa feminina será neste domingo (20). No Estádio Olímpico de Sydney as inglesas enfrentam a Espanha (que passou pela Suécia na semifinal). O jogo será às 7h (de Brasília).

Suécia segura a pressão e sai na frente

Jogo equilibrado no primeiro tempo. A Suécia chegou algumas vezes perto do gol de Musovic, mas não encontrou espaço por causa da boa marcação sueca. Objetiva nos passes, as suecas chegaram ao gol aos 29. Após cruzamento da direita, Rolfo mandou na trave. Contudo, neste lance, pouco antes do cruzamento, Blackstenius se chocou com Hunt na área. O VAR chamou a árbitra, que confirmou o pênalti, bem cobrado por Rolfo. O jogo seguiu intenso, com a goleira Musovic segura nas finalizações das australianas e, do outro lado, Mackenzie Arnold evitando o segundo gol sueco.

Suecas ampliam! Top 3 do Mundial

Com a torcida anfitriã apoiando, a Austrália bem que tentou. Mas, aos 16 minutos do segundo tempo, a Suécia recuperou a bola. Asllani lançou Blackstenius. A atacante fez bela jogada pela esquerda e tocou para a chegada de Asllani, que bateu da entrada da área, fazendo o segundo gol. Com a boa vantagem, a Suécia passou a jogar de forma mais recuada. As australianas até que tentaram, mas pararam nas defesas de Musovic. O milagre que ela fez numa finalização da zagueira Polkinghorne, após chuveirinho, foi excepcional. Não por acaso é a melhor goleira da Copa.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.