Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Sinval relembra jogo marcante contra Bragantino e analisa momento do Botafogo

Em entrevista exclusiva ao Jogada 10, ex-jogador do Botafogo relembra título da Taça Conmebol e rasga elogios para Eduardo

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Reprodução/YouTube
Foto: Reprodução/YouTube Foto: Reprodução/YouTube (Jogada 10)

Bragantino e Botafogo se enfrentam nesta quarta-feira (13/03), às 21h30 (Horário de Brasília), no Estádio Nabi Abi Chedid (Bragança Paulista), pelo jogo de volta da terceira fase da Libertadores. Apesar da importância da partida, não é a primeira vez que os times medem forças em um torneio internacional.

LEIA MAIS: Textor ignora nota do Palmeiras e mantém postura firme no Botafogo

Taça Conmebol

Em 1993, as equipes se enfrentaram pelas oitavas de final da Taça Conmebol. O Glorioso venceu no jogo de ida por 3 a 1 e ganhou no duelo de volta por 3 a 2. Ao todo, Sinval Ferreira marcou quatro gols no confronto. O ex-jogador concedeu uma entrevista exclusiva ao Jogada 10 e relembrou momentos da sua estreia pelo clube.

“É um jogo de muitas lembranças. Afinal, foi minha estreia no Botafogo. Eu estava no Novorizontino, havia sido vice-artilheiro do Campeonato Paulista e estava chegando em um grande clube. Então eu tinha uma expectativa de chegar no Rio de Janeiro e realizar o sonho de jogar no Botafogo. Logo na estreia, eu consegui fazer dois gols. Então as coisas deslancharam. Eu sempre gostei de jogar contra o Bragantino, porque eu jogava contra na época de amador e júniores. Eu sempre fiz gol no Bragantino. Quando eu marquei dois gols na minha estreia, pude perceber que as coisas iriam fluir no Botafogo”, disse Sinval.

Publicidade

Importância do Capita

O Botafogo avançou de fase na época e chegou ao sonhado título da Taça Conmebol. Sinval marcou gols decisivos e foi artilheiro do torneio. O ex-jogador, por outro lado, entende que Carlos Alberto Torres teve um um papel fundamental para conquista da competição.

“O diferencial do time era Carlos Alberto Torres. Afinal, ele nos fez acreditar que éramos capazes. Nós estávamos com time desfeito depois da perda do título de 1992. Aí subiu 80% das categorias de base. Nós éramos jogadores com sonhos e precisávamos vencer na carreira. Aí Carlos Alberto Torres nos fez acreditar que seríamos capaz de conquistar, mesmo com todas as dificuldades do clube naquele momento”, relembrou Sinval.

Publicidade

LEIA MAIS: Bragantino x Botafogo: onde assistir, escalações e arbitragem

Estrutura do Botafogo

Sinval foi campeão e marcou história no Botafogo. No entanto, enfrentou muitas dificuldades no Rio de Janeiro. O ex-jogador visitou as instalações do clube em 2023 e reconheceu os avanços estruturais da instituição.

Publicidade

“Eu fui homenageado em 2023 pelos 30 anos da Conmebol e encontrei um clube totalmente diferente. É um clube que dá gosto de ver. Eu fiquei sabendo que, depois dos jogos, não precisa mais correr atrás de um restaurante aberto. Afinal, tem um próprio restaurante no Nilton Santos. Portanto, nós percebemos que a realidade do Botafogo é realmente outra. Eu fico feliz, porque nós sofremos muito na nossa época”, afirmou Sinval.

Preparação para 2024

Após relembrar situações do passado, Sinval fez uma análise do momento atual do Botafogo. Na visão do ex-jogador, os atletas alvinegros não estão prontos para Libertadores e precisam de um técnico vencedor para sequência da temporada.

“Eu ainda não vejo esse time preparado para Libertadores. Nós ainda precisamos de um comandante para resgatar a autoconfiança. O torcedor é muito sofrido e merece coisas melhores. A perda do título ainda está marcado. Portanto, é preciso um comandante para colocar uma mentalidade vencedora. É importante que denúncias e bastidores não afetam nosso grupo. O elenco precisa ser forte e não pode se abalar com extracampo”, disse Sinval.

O Botafogo venceu no jogo de ida por 2 a 1 e precisa apenas de um empate para se classificar. Na visão de Sinval, Eduardo é um craque e pode ser um trunfo importante na partida.

“Um jogador que eu admiro muito é o Eduardo. Eu ia me dar muito bem com ele. Afinal, Eduardo é um craque e alimenta os nossos atacantes. O Botafogo produz muito mais quando Eduardo está em campo”, concluiu Sinval.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.