Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Sincerão, técnico da Sub-17 da Croácia é demitido

Robert Jarni, da Seleção Croata Sub-17, foi demitido por admitir que o Betis é melhor que o Dínamo Zagreb

Jogada 10|

Foto: Divulgação/HNS
Foto: Divulgação/HNS Foto: Divulgação/HNS (Jogada 10)

A vida de técnico de futebol é uma das mais difíceis entre os profissionais de futebol. A pressão é gigante e constantemente é possível ver demissões pelo mundo. No entanto, o saída de Robert Jarni, da Seleção da Croácia Sub-17, chamou bastante atenção pela motivação. A sinceridade puxou o tapete do comandante.

A Federação Croata de Futebol (HNS) anunciou a demissão por afirmar publicamente que o Betis, da Espanha, é favorito por ter plantel melhor no duelo contra o Dínamo Zagreb. O jogo é da Liga Conferência.

Em nota, a Federação Croata disse que respeita a opinião de todos. “O Conselho Executivo da federação croata apoia o direito de cada indivíduo, incluindo todos os jogadores de futebol – incluindo jogadores de seleções nacionais – de apoiar qualquer clube que queiram, mesmo contra clubes croatas na Europa, embora tal pensamento não seja considerado desejável”, escreveu a federação no início do comunicado.

Todavia, a NHS ressaltou que a postura não é aceitável por parte de treinadores de seleções.

“No entanto, a HNS tem uma opinião muito clara de que se aplicam padrões mais elevados a todos os treinadores croatas e que é inapropriado, indesejável e inaceitável que uma pessoa à frente de uma seleção croata torça abertamente contra qualquer clube croata nas competições europeias”, acrescentou.

Jarni, 55 anos, atuou como jogador e trabalhou no Betis entre 1995 e 1998. Defendeu a seleção croata em 80 jogos incluindo a campanha da semifinal da Copa de 1998. O técnico assumiu a Seleção Sub-17 em 2020.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter,Instagram Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.