Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Sem marcar há quase três meses, Gabigol enfrenta maior jejum de gols pelo Flamengo

Camisa 10 vive pior momento desde que chegou ao clube carioca e não balança a rede desde o dia 20 de agosto

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Gabigol não faz gol há três meses
Gabigol não faz gol há três meses

Ídolo com gols importantes e títulos, Gabigol vive seu pior ano com a camisa do Flamengo. Desde o início da temporada, o camisa 10 não consegue repetir as atuações de outrora e atingiu seu maior jejum de gols pelo clube carioca.

O atacante não estufa a rede desde o dia 20 de agosto, quando marcou no confronto com o Coritiba, no Couto Pereira, de pênalti. Ele completará três meses sem marcar, já que foi expulso no sábado (11) e está fora do duelo com o Bragantino, dia 23.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

Publicidade

O jejum do atleta é ainda maior quando o assunto é apenas gols com a bola rolando. O jogador não marca um tento sem ser de pênalti desde 26 de julho, há mais de três meses. O último gol foi pela semifinal da Copa do Brasil, contra o Grêmio, e de lá para cá, já são dezoito partidas sem marcar com a bola rolando.

Além disso, o camisa 10 alcançou a maior sequência de jogos na reserva do Flamengo desde que desembarcou no Rio de Janeiro. Ao iniciar como suplente no clássico diante do Fluminense, no Maracanã, o atleta teve o nono confronto seguido fora da equipe titular.

Publicidade

Apesar de ter entrado na etapa final, o atacante não conseguiu ajudar a equipe. No fim da partida, Gabigol ainda se envolveu em uma discussão com Nino, e ambos foram expulsos, o que causou a revolta do rubro-negro.

Entraves e discussão sobre renovação

Na temporada, o atacante estufou a rede em 20 oportunidades, atrás apenas de Pedro, que tem 33. O aproveitamento, porém, está bem distante dos anos anteriores, já que o jogador esteve em campo em 57 partidas.

O desafio de Tite é fazer com que um ídolo do clube resgate seu futebol, porém nesta reta final tem priorizado no objetivo de voltar à Libertadores. Com isso, coloca em campo quem está melhor fisicamente e tecnicamente.

"Podem (Pedro e Gabigol atuarem juntos), só que eu também tenho que olhar a realidade. Cebolinha está jogando muito, Luiz está jogando muito, Bruno Henrique tem velocidade, então o campo está falando com esses jogadores jogando muito", disse o treinador.

Recentemente, Dr. Márcio Tannure, médico do clube, afirmou que Gabigol tem uma sobrecarga nos adutores, mas que qualquer intervenção médica só será feita ao fim da temporada. Em meio a este cenário, a direção rubro-negra tentou antecipar a renovação do atacante, que tem contrato até o fim de 2024, e as conversas avançaram.

O atleta tem o desejo de permanecer no clube devido à identificação que construiu com gols importantes em títulos marcantes, como as duas Libertadores.

Os valores e a extensão até 2028, contudo, não agradaram grupos opostos à atual gestão e alguns torcedores. No momento, as negociações estão travadas, mas o clube pretende reiniciá-las ao fim do Brasileirão. O foco principal é atingir o objetivo principal que é retornar ao torneio continental. Para isso, o Flamengo terá cinco "finais" pela frente: Bragantino (casa), América-MG (fora), Atlético (MG) (casa), Cuiabá (casa) e São Paulo (fora).

Além de paz com Gabigol, quais são os desafios de Tite no Flamengo?

" gallery_id="651c4732416eb9611700059c" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/jogada-10/sem-marcar-ha-quase-tres-meses-gabigol-enfrenta-maior-jejum-de-gols-pelo-flamengo-15112023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.