Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Santos deve ficar sem trio de ataque por mais um mês

Julio Furch, Pedrinho e Guilherme estão entregues ao departamento médico e vão demorar para retornar ao Peixe

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Fotos: Raul Baretta/ Santos FC (Marcelo Caitano)

O Santos deve ter a ausência de um trio importante do setor ofensivo, de fora das partidas por pelo menos mais um mês. Julio Furch, Pedrinho e Guilherme estão no departamento médico e vão desfalcar o Peixe nos próximos jogos. Eles já estão fora do embate contra o América-MG, nesta sexta-feira (24), no Independência, pela sétima rodada da Série B, do Campeonato Brasileiro.

O caso dos atacantes é diferente. Pedrinho, por exemplo, não tem lesão grave, mas trata de uma dor na região da virilha. A pubalgia vinha incomodando o jogador já há algum tempo. Como é uma dor mais crônica, o departamento médico só vai liberar o jogador quando ele estiver totalmente livre das dores.

Algo semelhante com o que vive Julio Furch.  No começo de maio, Carille resolveu dar uma pausa forçada para o argentino para tratar de uma dor persistente na coxa esquerda. Sem ter nenhuma contusão grave diagnosticada após exames, o Peixe só quer liberar o jogador quando ele estiver 100% recuperado e sem dor. O temor é que os dois possam ter uma lesão maior no futuro, caso não trate bem.

Publicidade

Por outro lado, a lesão de Guilherme é mais complicada. Ele trata de lesão muscular no bíceps femoral da coxa esquerda e também está fora dos próximos quatro jogos pelo menos. A contusão do atacante é mais muscular, o que leva um pouco mais de tempo para recuperar.

“Vamos precisar de paciência. Furch e Pedrinho vinham sofrendo desde o Paulistão. Espero que voltem o quanto antes para deixar o Santos mais forte”, disse Carille, após o jogo contra o Brusque.

Publicidade

Aderlan volta ao Santos

Em contrapartida, o lateral-direito Aderlan foi relacionado para a partida contra o América-MG, nesta sexta-feira. Afinal, o jogador fraturou o dedinho da mão esquerda há exatamente um mês, passou por exames e, depois, por uma cirurgia de correção da lesão. Contudo, o atleta vem fazendo trabalhos específicos para readquirir o ritmo de jogo e já pode voltar a atuar.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.