Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Rubiales nega renuncia na Espanha e dispara: ‘Estou sendo acusado de matar’

Presidente da Federação Espanhola de Futebol insiste que beijo dado na jogadora Hermoso, na final da Copa do Mundo, foi consentido

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Jogada10
Jogada10

Em Assembleia-Geral Extraordinária da Federação Espanhola de Futebol, o presidente da Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales, negou que vai pedir a renuncia do cargo. Nos últimos dias, os rumores afirmavam que o dirigente pediria para sair do comando, mas negado pelo mandatário.

Aliás, durante a mesma Assembleia, Rubiales insistiu que o beijo na jogadora Hermoso foi consentido. Além disso, afirmou que está sofrendo um assassinato social pelas pessoas.

“Me disseram que o melhor é que renunciasse. Tem que haver um motivo para te tirarem de um lugar. Um selinho consentido é para me tirar daqui? Quem me conhece sabe que iremos até o fim. Espero que a lei seja cumprida. Aqui está sendo executado um assassinato social, estou sendo acusado de matar. Como espanhóis, temos que fazer uma análise de para onde vamos. Ser campeão mundial é a melhor coisa do futebol. Lutamos muito por isso”, falou o dirigente, que prosseguiu.

“O desejo que eu poderia ter naquele beijo era o mesmo que eu poderia ter beijando uma das minhas filhas. Portanto, não há desejo e não há posição de domínio. Foi um beijo espontâneo, mútuo e eufórico. E, acima de tudo, consentido. Aí começam essas pressões, o silêncio da jogadora e um comunicado que não consigo entender”, finalizou Rubiales.

Publicidade

O evento também serviu como homenagen às campeãs mundiais. Embora Rubiales tenha sido aplaudido de pé, muitas jogadoras não compareceram e várias criticaram as falas. Uma delas, a melhor do mundo, Putellas. Inaceitável, postou, marcado nas redes de Hermoso, que também não compareceu.

O atual presidente da federação espanhola acabou sendo denunciado por violência sexual. A denúncia destaca que há um protocolo da própria federação espanhola que classifica um “beijo à força” como um “comportamento relacionado com a violência sexual”. Além disso, o documento afirma ainda que este tipo de ação é “uma conduta inaceitável que levará a consequências imediatas”.

Publicidade

Rubiales tenta limpar o seu nome a qualquer custo

De acordo com informações do site “Relevo”, Luis Rubiales pediu a Hermoso que estivesse ao seu lado na gravação do vídeo de desculpas. A atacante nega. O dirigente teria implorado, mas não teve sucesso na conversa com a atleta.

Rubiales também recebeu críticas do primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, e ocorreram diversos pedidos de renúncia. Entre eles: pela vice-presidente em funções do governo espanhol, Yolanda Díaz, pela Associação de Jogadores de Futebol Espanhóis (AFE) e pela Federação de acionistas e sócios do futebol espanhol (FASFE).

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.