Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Roberto Assaf: Copa América, a maldita

Colunista do J10 fala sobre o torneio que pode comprometer a temporada de 2024 do Flamengo, que deve perder vários titulares para as...

Jogada 10|

Por sete vezes, desde o começo de 2024, publicamos aqui – como alerta – a pergunta que não quer calar, qual é o planejamento que o Flamengo executará ao longo da maldita Copa América? A competição – de 20 de junho a 14 de julho nos Estados Unidos – levará um punhado de jogadores, brasileiros e estrangeiros ao longo das disputas do Brasileiro, Copa do Brasil e da Libertadores. E ela poderá determinar o fracasso total do Rubro-Negro em 2024?

Pois não é que agora imprensa e cartolas descobriram – enfim – que o fato é real? E que está definido desde o ano passado? Curioso notar como ainda há comportamento amador em uma atividade que movimenta milhões. O problema deveria ser discutido no dia em que anunciaram a realização do torneio. Ele será algo como um primeiro teste para a Copa do Mundo de 2026, que será promovida por norte-americanos, Canadá e México.

Copa América inchada

A grande discussão é óbvia, por aqui e em outros países, pois reunirá as 10 seleções sul-americanas, mais Estados Unidos, Jamaica, México, Panamá, e outros dois representantes da Concacaf. Brigarão pelas vagas – em 23 de março – Canadá, Costa Rica, Honduras e Trinidad & Tobago, ou seja, ao todo, 16 seleções. Isso significa que dezenas de atletas, talvez mais de uma centena, deixarão seus clubes para participar da, digamos, festa.

Não vamos estender a polêmica além do nosso quintal, pois o que interessa para nós, na prática, é que a maldita Copa América consumirá nove rodadas do Campeonato Brasileiro, provocando, como dito no primeiro parágrafo, os principais jogadores dos nossos times.

Publicidade

Tem solução?

O necessário, e difícil, agora, é descobrir a solução. Não há como mexer no torneio. Os norte-americanos já definiram datas, cidades, estádios, e já investiram, provavelmente, fortunas na coisa. Logo, teremos, além do citado Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores prejudicados pelos desfalques. E o Flamengo poderá perder até, quem sabe, até oito atletas, incluindo quatro uruguaios, um chileno, e, na pior das hipóteses, três nacionais.

Alguém dirá que a imprensa em geral, que realçou enfim – tempos depois – o problema, que estava escondido, também deve apresentar sugestão para resolver a questão. Engano. A tarefa é dos cartolas, que não interferiram no processo quando apresentaram o calendário de 2024. E mais ainda dos dirigentes do Flamengo, Afinal, eles, se cometeram o equívoco de não perceber o problema, foram sobretudo, e como sempre, arrogantes. Consideraram que o elenco rubro-negro é forte suficiente para esquecer os ausentes.

Publicidade

Pois agora, e pelo menos por enquanto, Victor Hugo e Matheus Gonçalves serão os substitutos de Arrascaeta e De la Cruz por nove rodadas do Brasileiro, mais Copa do Brasil e Libertadores. E adeus 2024.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação Foto: Divulgação (Jogada 10)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.