Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Rincón é apresentado no Santos e pede união na luta contra o rebaixamento

Volante foi apresentado nesta quarta-feira, após estrear com a camisa do Peixe no último domingo, contra o Grêmio, pelo Brasileirão...

Jogada 10|

Jogada10
Jogada10 Jogada10

O Santos apresentou oficialmente o volante Tomás Rincón. O venezuelano teve o seu anúncio pelo clube na semana passada. Inclusive, já estreou com a camisa do Peixe. Ele atuou no segundo tempo da partida contra o Grêmio, no domingo (20), na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Por conta da necessidade de reforços, o Alvinegro Praiano antecipou sua estreia, antes da apresentação.

O jogador de 35 anos falou sobre a briga do Peixe contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e pediu união aos jogadores. Aliás, ele acredita que a principal maneira de se livrar da zona de rebaixamento seja esquecer o que ficou para trás, os maus resultados e a má fase.

“Estando nessa situação é importante dizer: o que passou, passou. E construir um espírito de equipe, porque não podemos pensar no “eu”. Temos de pensar em como vou contribuir para o time. E torcer para a pessoa que está jogando. Tenho de trabalhar na semana para construir uma energia que contagie a equipe”, falou Rincón, que prosseguiu:

“Quando o resultado não vem, você pode perder confiança. Entretanto, o importante é que o trabalho no dia a dia seja com convicção do que estamos fazendo. E como disse: com uma mentalidade de equipe. Pensando pouco na individualidade. Dessa maneira vamos conseguir mudar a mentalidade. Quando um companheiro errar, o outro ajudar. Com esse espírito que vi domingo no estádio, creio que pode ser um bom início”.

Publicidade

Como o Santos pode usar Rincón?

O venezuelano, que possui características defensivas e já atuou inclusive como zagueiro, disse que joga aonde o treinador colocar, se for benéfico ao Santos.

“Posso jogar sozinho no meio, com três volantes. Mas, independentemente disso, eu simplesmente me coloquei à disposição. Não importa a posição. Não importa se tenho que jogar. Afinal, estamos aqui para lutar. Eu vou me preparar fisicamente todos os dias para poder estar competitivo”, concluiu o venezuelano.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.