Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Renato Augusto fala sobre adaptação ao estilo de Diniz no Fluminense: ‘Aprendizado diário’

Jogador também relembra passagem pelo futsal tricolor no início da carreira e analisa disputa pela titularidade no meio de campo

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

- Foto: Lucas Merçon/Fluminense (Lucas Mercon)

Um dos principais reforços do Fluminense para a temporada, Renato Augusto ainda não correspondeu às expectativas da torcida, porém busca subir de produção. Em rápida entrevista à FluTV, o meio-campista recordou sua passagem pelo futsal do clube antes mesmo de enveredar para o futebol de campo.

“Sempre bom voltar a um lugar onde você já jogou. Joguei muito tempo atrás, fui campeão carioca (futsal), fui gandula em jogos do Fluminense. Poder estar como profissional, conquistar títulos, é maravilhoso. Espero esse ano podermos conquistar mais algum título para marcar o nome na história do clube”, disse.

Apesar de ainda não ter conseguido uma sequência, o jogador foi importante na conquista da Recopa Sul-Americana diante da LDU, do Equador, no Maracanã. Afinal, ele sofreu o pênalti na reta final da partida, que culminou no segundo gol de Jhon Arias e carimbou mais uma taça inédita para o Tricolor.

Publicidade

Elogios ao comandante e disputa sadia

Na entrevista, Renato Augusto respondeu as perguntas de alguns torcedores e citou o aprendizado com o estilo de jogo implantado pelo técnico Fernando Diniz. Assim, ele teceu muitos elogios ao comandante e disse que se um dia também escolher essa profissão irá tirar proveito desses ensinamentos.

Publicidade

“Difícil dizer exatamente, mas é um aprendizado diário, forma diferente de ver o jogo, pensar, jogar, marcar diferente. Tem sido um aprendizado importante, bem rico. Pode me ajudar se depois eu resolver virar treinador. Eu penso nisso (ser treinador), mas ainda tem muita coisa pela frente. Se um dia for treinador, vou roubar muitas situações, muitas ideias. Está sendo bem rico para mim”, explicou, e completou sobre a disputa pela titularidade.

“A disputa sadia é o que mais importa. Estar num elenco que muitos podem jogar, buscar seu espaço. Time que ser campeão tem de ter elenco para rodar jogadores”, afirmou o jogador:

Publicidade

“Uns podem machucar, tem as suspensões… Temos elenco forte para chegar bem na reta final dos campeonatos e buscar títulos importantes”, concluiu.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.