Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Rafael Paiva celebra ‘Vasco vivo’ na Copa do Brasil após empate

Técnico interino diz que objetivo do clube era chegar ao jogo de volta, em São Januário, com boas condições de avançar às oitavas

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Reprodução / Youtube

O Vasco empatou sem marcar gols contra o Fortaleza na Arena Castelão nesta quarta-feira (1), no primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil. Sob a direção do treinador da equipe sub-20, Rafael Paiva, o time enfrentou momentos de grande pressão, mas conseguiu manter o empate. O confronto de volta está agendado para o dia 21, em São Januário, às 21h30 de terça-feira. Quem vencer avança para a próxima fase. Em caso de novo empate, a decisão será nos pênaltis. O treinador interino, de 39 anos, enfatizou a dificuldade do jogo, porém valorizou o resultado.

“Foi uma partida muito difícil. Já sabíamos que seria complicado. O mais importante foi a resposta dos jogadores em campo. Eles lutaram muito, se esforçaram bastante, tentamos jogar. A ideia não era apenas nos defender, não. Mas é muito complicado jogar contra o Fortaleza aqui. Diante de todas as dificuldades, das circunstâncias, acho que respondemos bem. Estamos vivos para o jogo de volta, vamos nos organizar melhor para buscar um jogo mais equilibrado, mais ofensivo. O grupo respondeu muito bem e merece elogios”, declarou.

No domingo, às 16h, o Vasco enfrenta o Athletico em Curitiba, na Ligga Arena, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Rafael Paiva fala da responsabilidade de comandar o Vasco

Em sua primeira coletiva como treinador do time profissional do Vasco, o jovem técnico ressaltou a responsabilidade de assumir a equipe neste momento e recebeu apoio dos jogadores – após o jogo, Maicon afirmou que Rafael Paiva era o técnico do Vasco e pediu respeito ao profissional.

Publicidade

“É uma honra estar aqui, dirigindo esses jogadores tão vitoriosos. Conhecia a dificuldade, estávamos às vésperas da final da Copa Rio sub-20 contra o Flamengo, mas precisamos estar preparados para esses momentos. Já conhecia bem o grupo, os jogadores, sabia das características deles. Por maior que seja o desafio, é um bom desafio. É onde queremos estar, é para isso que trabalhamos. Estou muito feliz com a resposta dos atletas, com o desempenho. É uma enorme satisfação representar e ajudar o Vasco”, comemorou.

Estilo do treinador

Publicidade

Sobre seu estilo de jogo preferido, Paiva afirmou que prefere implementar uma abordagem ofensiva em suas equipes. Recentemente, a equipe sub-20 conquistou a Copa Rio ao derrotar o Flamengo por 4 a 1 na final – momento em que Paiva já havia se ausentado para assumir o time profissional.

“Primordialmente acredito muito no jogo ofensivo, acho que uma abordagem propositiva ajuda no desenvolvimento dos atletas. Mas o contexto era diferente, precisávamos nos organizar contra a forte equipe do Fortaleza e aprender a sofrer sem sofrer gols, o que é muito importante em qualquer categoria. O Hugo sentiu, a ideia do Galdames e do Sforza era, por fim, refinar um pouco. Inegavelmente conseguimos ter um pouco mais de posse de bola em alguns momentos, temos jogadores talentosos que poderiam fazer isso. Mérito, em resumo, do Fortaleza por neutralizar, não conseguimos ter controle por causa deles”, explicou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.