Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Puerto Cabello, nos pênaltis e fora de casa, avança na Libertadores

Após suportar pressão, mas segurar a derrota por 1 a 0 (na ida fez 3 a 2), time venezuelano faz 4 a 2 nos penais. Vai encarar o Nacional...

Jogada 10|

Foto: Dante Fernández / AFP via Getty Images
Foto: Dante Fernández / AFP via Getty Images Foto: Dante Fernández / AFP via Getty Images (Jogada 10)

O Puerto Cabello está classificado para a segunda fase classificatória da Libertadores-2024. Na noite desta terça-feira (13/2), num Estádio Centenário, em Montevidéu, com pouco público, o time venezuelano bateu, nos pênaltis, o Defensor Sporting, por 4 a 2. No tempo normal, o Defensor venceu por 1 a 0, gol de Mansilla no fim do primeiro tempo. Como o Puerto Cabello venceu também por um gol de diferença na ida (3 a 2) a decisão foi para as penalidades. Nela, festa dos novatos em Libertadores, que levaram sufoco, (o time da casa deu 26 finalziações, contra duas), mas levaram a melhor.

Com a classificação, o Puerto Cabello fará, na segunda fase preliminar, um clássico uruguaio contra o tradicional Nacional (tricampeão da Libertadores). Os jogos serão nos dias 21 e 28/2. E quem passar para a terceira fase será o rival de Always Ready/BOL ou Sporting Cristal/PER.

Veja aqui os jogos da Libertadores-2024

Primeiro tempo de um time só

A primeira etapa foi de um ataque (Defensor) contra defesa. Com a vantagem do empate e nitidamente inferior tecnicamente, o Puerto Cabello ficou retrancado, suportando a pressão do time uruguaio, que tinha no maia-atacante Anderson Duarte (de 19 anos, da seleção de base do Uruguai) seu jogador mais ativo. Ele deu quatro finalizações perigosas. Mas quem marcou foi o outro atacante do time. Aos 46, após jogada iniciada por Anderson Duarte, o lateral-direito Nicolas Rodríguez cruzou para o arremate certeiro de Mansilla, que fez 1 a 0.

Continua após a publicidade

Puerto Cabello avança nos pênaltis

A etapa final foi modorrenta. Embora o Defensor tenha buscado mais o ataque, a verdade é que foram lances de pouco perigo. Curiosamente, foi do Puerto Cabello o lance mais perigoso, um chute de Cobos de fora da área. Fim de jogo e apesar do massacre do Defensor, com 60% de posse e 26 finalizações (10 no alvo) contra duas do rival (mas nenhuma no alvo), o magro 1 a 0 se manteve e a decisão (o Puerto Cabello teve um expulso nos acréscimos, Pereza) foi para os pênaltis.

Nas cobranças. Covea, herói do Puerto Calello na vitória de ida fazendo o gol da vitória por 3 a 2, isolou. Mas Elizari e De los Santos desperdiçaram pelo Defensor. Assim, o time venezuelano venceu por 4 a 2. E voltará a encarar um time uruguaio na segunda fase.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.