Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Protesto de torcedores contra a 777 adia partida do Standard Liege, na Bélgica

Grupo exige que empresa americana, que também controla o futebol do Vasco no Brasil, saia da administração de forma imediata

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Bruno Fahy/AFP via Getty Images

Um protesto feito por torcedores do Standard Liege, da Bélgica, impediu que o time jogasse na tarde desta sexta-feira (10) pelo Campeonato Belga, no duelo contra o Westerlo. O grupo exige que a empresa americana 777 Partners, que está no comando do clube há dois anos, saia da administração de forma imediata.

A 777, que também controla o futebol do Vasco no Brasil, está em conflito com os torcedores do clube belga. Nesta sexta-feira, um grupo impediu que o ônibus com os jogadores chegasse ao estádio Sclessin, onde o Standard Liege enfrentaria o Westerloo no Campeonato Belga. Dessa maneira, os torcedores bloquearam a saída do veículo do centro de treinamento para o local da partida.

“Vivemos os momentos mais sombrios da história do clube! Esta sociedade mafiosa, que consiste em fazer circular fluxos financeiros de uma empresa para outra sem nunca investir no bom funcionamento destas, é hoje forçada pelas suas ações fraudulentas e o resultado é implacável”, diz um comunicado da torcida à imprensa local.

Além disso, os torcedores querem que o clube tenha um novo proprietário, desta vez com investidores locais ao invés de empresas estrangeiras. De acordo com a imprensa da Bélgica, parte da torcida do Standard Liege teme por um rebaixamento, algo que não pode mais acontecer nessa temporada e até mesmo pela falência do clube a longo prazo.

Publicidade

LEIA MAIS: Josh Wander e Steve Pasko afastados da 777, empresa que gere SAF do Vasco, diz jornal norueguês

Dessa maneira, em meio ao cancelamento da partida e aos protestos da torcida, o Standard Liege emitiu um comunicado oficial para comentar o episódio.

Publicidade

Veja a nota do Standard Liege sobre o protesto:

“A saída da nossa equipe acabou sendo bloqueada no centro de treinamento por alguns torcedores que decidiram impedi-los de chegar ao estádio. O nosso clube não pôde disputar a partida desta sexta-feira contra o Westerlo. As tentativas de diálogo com estes torcedores não nos permitiram encontrar uma solução para remover o bloqueio. O Standard Liege lamenta profundamente esta situação e pede desculpas ao Westerlo, bem como aos torcedores de ambas as equipes presentes no estádio essa noite”, diz a nota do clube belga.

Publicidade

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.