Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Presidente da CBF diz que vai acatar pedidos sobre paralisação, mas faz ressalva

Ednaldo Rodrigues fala que vai aceitar pedidos de parar Brasileirão se for o desejo da maioria, mas avisa que vai prejudicar calendário...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, disse que vai acatar a decisão dos clubes, sobre a paralisação do Campeonato Brasileiro. O mandatário, que está em Bangkok, na Tailândia, para participar do Congresso da Fifa, afirmou que as decisões serão tomadas pelo Conselho Técnico convocado para o dia 27 de maio. Mas reiterou que uma paralisação poderia complicar o calendário e a economia no futebol.

“Temos um calendário difícil, e a paralisação pode tornar tudo ainda mais difícil”, disse Ednaldo, em entrevista para o ”ge”.

Ednaldo comentou sobre a união dos clubes da Liga Forte União para a paralisação do Brasileirão e disse que vai acatar a decisão se for a decisão da maioria. Contudo, voltou a lembrar da dificuldade que ficaria o calendário do futebol brasileiro.

Publicidade

“Sobre o pedido de paralisação, é interessante que possamos ouvir todos os clubes para definir. Isso envolve calendário, classificação para as competições sul-americanas e até a Intercontinental, caso um clube brasileiro ganhe a Libertadores. Não é tão fácil assim. Mas somos todos democráticos. Depois de colocar todos esses pontos para que eles definam, não tenho como ficar contrário (aos clubes) porque nossa gestão é democrática. Vamos mostrar o contraditório dessa paralisação, mas vamos respeitar a decisão dos clubes”, falou o presidente da CBF, que prosseguiu.

“Quando a gente constrói uma competição, a gente reúne o Conselho Técnico e ali se decide início, término, quem ascende e quem rebaixa. A CBF tem a prerrogativa de fazer o adiamento (de jogos). Porém, uma paralisação atinge por completo toda a cadeia produtiva do futebol. E aí é interessante que a CBF não tenha uma decisão monocrática, mas sim democrática. Nós sempre temos feito assim”, completou.

Publicidade

Liga Forte União pede para presidente da CBF parar o Brasileirão

Os clubes da Liga Forte União se uniram em prol da paralisação do futebol brasileiro. Na noite desta segunda-feira (13), eles divulgaram uma nota oficial conjunta com o pedido em razão da tragédia climática envolvendo as enchentes no Rio Grande do Sul.

Publicidade

Dos integrantes da Série A, 11 clubes colocaram assinatura na nota. A saber: Athletico-PR, Atlético-GO, Botafogo, Criciúma, Cruzeiro, Cuiabá, Fluminense, Fortaleza, Internacional, Juventude e Vasco.

Estes, por sua vez, têm a companhia de Atlético-MG e Grêmio, ambos da Libra, que se posicionaram favoráveis à paralisação. Em contrapartida, a CBF agendou reunião em 27 de maio com os clubes para definir os próximos passos a serem dados no futebol brasileiro.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.