Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Preparador físico do Flamengo pede perdão: ‘Queria voltar no tempo’

O preparador físico do Flamengo, Pablo Fernández, emitiu uma nota com pedido de perdão. Nos bastidores, demissão é dada como certa

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Jogada10
Jogada10

Após agredir o atacante Pedro com um soco, o preparador físico do Flamengo, Pablo Fernández, pediu desculpas ao jogador. A situação ocorreu nos vestiários do Estádio Independência, depois que o Rubro-Negro bateu o Galo por 2 a 1, de virada, dentro da capital mineira.

Fernández deixou a delegacia em Belo Horizonte ainda de madrugada em silêncio e a situação se repetiu no desembarque no Rio de Janeiro pela manhã.Todavia, em nota divulgada no início da tarde deste domingo, Pablo se desculpou.

Inicialmente, ele tratou o fato como lamentável e disse que buscou resolver a situação da pior forma possível. “Entrei no vestiário muito chateado, querendo resolver logo a situação e fiz errado. Foi planejado que hoje seria um dia de folga. É uma pena, porque eu gostaria de poder, primeiro, falar sobre isso pessoalmente com todos os funcionários do clube. Senti-me muito magoado com uma situação e reagi da pior forma."

Além disso, Fernández disse que gostaria de voltar no tempo para corrigir o erro. “Estive pensando sobre o que aconteceu por horas e gostaria de poder voltar no tempo. Mas não se pode. O que existe é o presente e o futuro. Isso é pedir perdão e tentar novamente. Todas as vezes que for necessário. Lamento e gostaria de corrigir."

Publicidade

Internamente, a demissão de Fernández é certa. O Flamengo, no entanto, ainda avalia a situação de Jorge Sampaoli. Pedro passou por exame de corpo de delito e o resultado dado pela Polícia Civil de Minas Gerais apontou lesões no rosto e na boca.

Leia a nota do preparador físico do Flamengo

“Eu poderia começar essas palavras de mil maneiras, mas a única que realmente faz sentido é pedir desculpas. Ao Pedro, aos colegas, aos trabalhadores e ao Flamengo.

Publicidade

Entrei no vestiário muito chateado, querendo resolver logo a situação e fiz errado. Foi planejado que hoje seria um dia de folga. É uma pena, porque eu gostaria de poder, primeiro, falar sobre isso pessoalmente com todos os funcionários do clube. Senti-me muito magoado com uma situação e reagi da pior forma.

Estive pensando sobre o que aconteceu por horas e gostaria de poder voltar no tempo. Mas não se pode. O que existe é o presente e o futuro. Isso é pedir perdão e tentar novamente. Todas as vezes que for necessário. Lamento e gostaria de corrigir.

Publicidade

A alta competição geralmente tem coisas que nos fazem mal. Situações de alto estresse que nos fazem reagir e pensar mal. Não pretendo situar esse contexto como uma desculpa, mas como uma explicação.

Definitivamente, se eu tivesse divergências com o Pedro deveria tê-las resolvido em outro momento e de outra forma. Vou tentar fazer isso acontecer. Vou trabalhar para mudar e ser melhor.”

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.