Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Para dirigente do Flamengo, suspensão de Gabigol é ‘fora do tom’

Marcos Braz, vice de futebol do Flamengo, espera que clube obtenha efeito suspensivo por Gabigol; ele garante que o contrato segue...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Reprodução/sportv

Suspenso até abril de 2025 por tentativa de fraude no exame antidoping, o atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, ainda acredita que pode voltar logo a jogar pelo Flamengo. O clube tenta um efeito suspensivo para contar com o jogador até seu julgamento na Corte Arbitral do Esporte, mas que ainda não tem data definida. O certo é que a diretoria rubro-negra considera que a pena ao camisa 10 da Gávea foi exagerada.

Em entrevista ao podcast ‘Mundo GV’, o vice de futebol Marcos Braz comentou sobre o assunto. Ele afirmou que o contrato de Gabigol com o Flamengo segue ativo, mesmo que ele não possa sequer treinar com a equipe durante o tempo em que está punido. Além disso, detalhou o processo relativo ao possível efeito suspensivo:

“O contrato dele continua válido. É um jogador importantíssimo na história do Flamengo, no momento do clube e é um ativo. Por mais que o contrato acabe no final do ano, ter um jogador ceifado dessa maneira foi acima do tom, não foi justo. Agora, se recorre a uma corte internacional para fazer justiça. Mas, como essa corte tem um prazo para fazer a audiência final, tem um procedimento, um pedido, que possa fazer de maneira preventiva para ter  um ato suspensivo e o Gabi jogar, frequentar o clube e voltar ao trabalho”.

Publicidade

Sem Gabigol por tempo indeterminado, o Flamengo segue contando com Pedro como titular absoluto no ataque. Ainda assim, o clube contratou Carlinhos, do Nova Iguaçu, como peça de reposição para competições como o Brasileirão e a Libertadores.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.