Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Os motivos de o Santos escolher jogar a semifinal na Neo Química Arena

Renda, público e estrutura pesaram para que o Peixe atuasse a partida decisiva do Estadual na capital paulista

Jogada 10|

Foto: Rodrigo Coca/Corinthians
Foto: Rodrigo Coca/Corinthians Foto: Rodrigo Coca/Corinthians (Jogada 10)

O Santos vai jogar pela segunda vez na cidade de São Paulo nesta temporada. Afinal, a FPF (Federação Paulista de Futebol) confirmou que o Peixe vai enfrentar o RB Bragantino, na próxima quarta-feira (27), pela semifinal do Paulistão, na Neo Química Arena, casa do Corinthians. Apesar dos jogadores desejarem atuar na Vila Belmiro, o clube decidiu por atuar na capital.

A escolha do local pela diretoria santista passa por vários pontos. Porém, o mais atrativo foi a questão do público. Contra o São Bernardo, pela fase de grupos do Paulistão, o Peixe atual no MorumBIS para mais de 50 mil pessoas e conseguiu uma renda de R$ 2 milhões. Os números empolgaram a diretoria, que espera jogar mais vezes na capital. Por se tratar de uma semifinal, o Santos espera ter uma renda maior.

O Alvinegro Praiano já tinha a intenção de jogar contra a Portuguesa, nas quartas de final do Paulistão, na capital paulista. Contudo, a única possibilidade seria na sexta-feira à noite, o que inviabilizou a ideia.

Como a Neo Química Arena comporta até 48 mil pessoas, o Peixe espera ter um público grande novamente. Na Vila, o maior público da equipe nesta temporada foi justamente nas quartas de final, quando 13.882 pagantes compareceram ao estádio. Assim. o público e a renda são os principais motivos para ao clube levar o jogo novamente para a capital.

Publicidade

Estrutura e divisão de renda também pesam na escolha do Santos

Além disso, a estrutura da Neo Química Arena foi outro fator que pesou na decisão dos santistas. Sede de São Paulo na Copa do Mundo de 2014, a casa do Corinthians é bem avaliada e tem um bom gramado para sediar a semifinal do Campeonato Paulista.

No caso da semifinal pesa, também, assim como nas quartas de final, o fato da renda ser dividida entre os clubes. A partida contra a Portuguesa teve renda total de R$ 1.009.095,00, mas o Santos ficou com apenas R$ 114.462,79 do montante. Como terá uma renda maior jogando na Neo Química Arena, os cofres do clube devem sair mais gordos de Itaquera.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.