Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

O que planeja Dorival para a Seleção antes da convocação definitiva para Copa América

A partir de uma nova leva de observações, caberá ao técnico definir convocados para a disputa do torneio

Jogada 10|

 Foto: Rafael Ribeiro/CBF
 Foto: Rafael Ribeiro/CBF  Foto: Rafael Ribeiro/CBF (Jogada 10)

MFelipe David Rocha – Enviado especial a Madri (ESP)

O início da Era Dorival Júnior no comando da Seleção Brasileira foi considerada bastante positiva. Diante de duas seleções europeias, vitória contra a Inglaterra em Wembley e empate frente a Espanha no Santiago Bernabéu, em Madri.

Mas o que planeja o treinador antes da convocação definitiva para a Copa América? A primeira etapa consiste em estudar minuciosamente toda etapa de preparação e amistosos nesta primeira Data-Fifa. Dorival reconheceu que o rendimento perante ingleses e espanhóis, com seleções de maior entrosamento e até mesmo experiência, foi além da expectativa, aumentando a confiança para a continuidade do processo.

Maratona de observações para Dorival

A partir daí, o treinador passa para as observações. O próprio Dorival disse, em entrevista no Bernabéu, que tanto ele quanto sua comissão permanente se espalharão para acompanhar as principais finais dos estaduais pelo Brasil. Em especial, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul e em São Paulo.

Publicidade

“Os campeonatos regionais, em suas fases finais, serão observados. Definiremos quatro ou cinco grupos para observações nestas decisões”, revelou o comandante da Canarinho.

A Europa seguirá no roteiro obrigatório de Dorival e sua comissão, com o objetivo de acompanharem os brasileiros na reta decisiva de algumas ligas nacionais e a Champions.

Publicidade

Desse modo, o treinador terá informações atualizadas para fazer a escolha que julgar pertinente em relação aos nomes que irão compor a lista definitiva para a Copa América. O anúncio da convocação, embora ainda não tenha data definida, deve ocorrer até o fim de maio.

Os ajustes

Ao Jogada10, Dorival comentou sobre o que precisa ajustar para a sequência do trabalho na Canarinho.

Publicidade

“O que precisamos ter para montar uma equipe competitiva é organização. Assim, podemos ser uma equipe determinada, com vibração, intensidade… Reconheço que nos faltou energia contra a Espanha. Mas com esses ajustes que falei, poderemos buscar os melhores resultados”.

A Seleção volta fazer amistosos no começo de junho. No dia 8, enfrenta os Estados Unidos, e quatro dias depois, o México. A estreia no torneio continental ocorrerá no dia 24, contra a Costa Rica, que na madrugada desta quarta-feira perdeu um amistoso com a Argentina.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.