Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

O que Álvaro Pacheco e Pedro Martins falaram sobre Coutinho, alvo do Vasco

Técnico não esconde desejo em contar com o craque, enquanto executivo demonstra otimismo; dupla foi apresentada nesta sexta

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

FBL-ASIA-C1-DUHAIL-PERSEPOLIS Foto: Karim JAAFAR / AFP (KARIM JAAFAR/AFP via Getty Images)

Principal alvo do Vasco para a janela de transferências de julho, Philippe Coutinho foi tema da apresentação de Álvaro Pacheco e Pedro Martins pelo clube, nesta sexta-feira (31).

Técnico e executivo de futebol, respectivamente, renderam elogios ao craque do Aston Villa, que negocia um retorno ao time que o revelou. Álvaro Pacheco foi o primeiro a  tratar do assunto, afirmando que qualquer treinador gostaria de ter Coutinho no elenco.

“Acho que nenhum treinador no mundo não gostaria de ter Philippe Coutinho. O clube para onde ele for, espero que seja o Vasco (risos), vai ter um impacto muito grande. Como o presidente (Pedrinho) e o Pedro (Martins) falaram, a instituição tem outras coisas importantes para lidar. Espero, enquanto treinador, que as coisas se resolvam e que ele venha para o Vasco”, disse.

LEIA MAIS: Léo Jardim, do Vasco, explica flexões de Álvaro Pacheco em vídeo que viralizou

Publicidade

Para ele, a entrega não seria apenas técnica, como também mental, visto que o jogador está escolhendo voltar ao time que o revelou por amor ao clube. Este exemplo, segundo ele, é importante para os jovens da base.

“Não só pelo que entrega esportivamente, mas pelo exemplo que seria aos jovens jogadores da base. Qual tipo de mentalidade o jogador tem que criar e fomentar, Trazer esses valores. O peso que ele traz, é um jogador da formação, vem por amor ao clube. É muito importante esse perfil de jogadores que venham servir o Vasco, que venham morrer e trabalhar pelo Vasco”, disse enfaticamente.

Publicidade

Pedro Martins vê otimismo

Outro apresentado, o executivo Pedro Martins também falou sobre Coutinho. Ele explicou que o orçamento do clube estará limitado para a janela, mas que a vinda do jogador pode acontecer, demonstrando, inclusive, otimismo.

Publicidade

“Uma das grandes compreensões é que o Vasco tem orçamento limitado para essa janela de transferências. A briga para trazer o Coutinho é por alguém que optou estar no Vasco. A opção dele não está atrelada à capacidade de investimento, mas sim à capacidade do que é o projeto do Vasco hoje e a importância que ele tem nesse cenário. Não dá para cravar que ele vem, mas dá para demonstrar otimismo porque quando o jogador quer vir já é um fato fundamental e importante. Se isso vai demorar muito mais ou muito pouco, vai depender de uma série de outras questões. Mas o fato de ele querer estar aqui é muito forte para que essa negociação caminhe bem”, revelou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.