Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Na Libertadores, Sporting Cristal ganha, mas Always Ready avança

Triunfo por 3 a 1, na capital do Peru, não foi páreo para intragável goleada da ida

Jogada 10|

Foto: Cris Bouroncle/AFP via Getty Images
Foto: Cris Bouroncle/AFP via Getty Images Foto: Cris Bouroncle/AFP via Getty Images (Jogada 10)

O Sporting Cristal até conseguiu vencer o Always Ready, jogando no Estádio Nacional, em Lima, pela segunda fase eliminatória da Libertadores. Entretanto, pela goleada por 6 a 1, sofrida na Bolívia, o resultado de 2 a 1, nesta terça-feira (27), não foi suficiente. Agora, os bolivianos aguardam o oponente que vem da chave entre Puerto Cabello ou Nacional (Uruguai).

Diante da inglória tarefa, o Cristal exerceu a postura esperada de pressão alta na marcação e busca contínua pelo ataque. Diante disso, os bolivianos mantinham suas linhas próximas a meta de Alain Baroja e tentando minar a empolgação inicial do seu adversário.

E, como se não bastasse as dificuldades já existentes, os peruanos viram o Always Ready abrir a conta em bonita cobrança de falta. Com 16 minutos de jogo, Adalis Terrazas bateu ao lado da barreira e mandou no canto esquerdo de Renato Solis.

Apesar do panorama complexo e do torcedor ter notoriamente se abalado, o Sporting Cristal seguia atacando, mas parava em atuação segura de Baroja que fez duas grandes defesas na etapa inicial. Porém, aos 36, Cauteruccio esbanjou oportunismo e, ao receber cruzamento na pequena área, testou no canto oposto do arqueiro da equipe boliviana. Placar igualado em Lima.

Publicidade

Insistiu, mas…

Menos de um minuto. Foi isso que a representação do Peru precisou para virar o marcador no Estádio Nacional após cruzamento vindo da direita por parte de Joao Grimaldo. Irven Ávila escorou na segunda trave e Cauteruccio escorou pras redes. Com isso, restavam quatro gols para que os Cerveceros, pelo menos, levassem a disputa para as penalidades.

O tempo passava e, apesar dos esforços, o placar não mais se alterava na capital peruana. Algo que, naturalmente, deixava o ambiente nas arquibancadas em clima de angústia. E, com 33 minutos, a força aérea do Cristal novamente funcionou, com Cauteruccio superando Alain Baroja. 3 a 1 e esperanças renovadas.

Publicidade

Só restou aos anfitriões seguirem buscando enquanto o Always Ready se fechava em busca de apenas resistir ao adversário. No fim, a larga dianteira fez diferença e o clube de El Alto avançou na Libertadores.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.