Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Na Copa América, Equador toma susto, mas vence a Jamaica

Sul-Americanos não entraram na zona de classificação do Grupo B por conta do saldo de gols

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Chris Coduto/AFP via Getty Images

O Equador reagiu na Copa América. Contra a Jamaica, os sul-americanos venceram por 3 a 1 e subiram para o terceiro lugar do Grupo B, já que tem saldo inferior a Venezuela e México. Com duas derrotas e na lanterna da chave, a situação dos jamaicanos é delicada pensando em classificação.


Desde os primeiros minutos, os equatorianos jogaram com linhas altas de marcação em movimento que dificultou muito a vida dos jamaicanos. Com diversos botes bem-sucedidos, os sul-americanos rondavam a grande área adversária, mas faltava acertar a tomada de decisão para transformar essa superioridade em finalizações perigosas.

Desse modo, a abertura do marcador veio aos 12 minutos e em lance bastante inusitado. Ao receber passe no lado esquerdo, o zagueiro Piero Hincapié tentou cruzar e viu um desvio no marcador transformar o lance em finalização venenosa. Assim, o goleiro Jahmali Waite até pulou, mas viu a pelota estufar as redes no canto oposto, aos 12 minutos. 

Após o gol, a Jamaica até teve certo espaço para reagir. Contudo, quem novamente marcou foi a Tri quando o árbitro marcou pênalti por toque de mão dentro da área após cabeçada de Félix Torres. Na cobrança, Kendry Páez bateu no extremo canto esquerdo onde Waite acertou o canto, mas não conseguiu evitar o tento. 

Publicidade

Mudança de cenário

A retomada do confronto, logo aos oito minutos, teve os representantes da Concacaf reagindo. Em batida de escanteio, a bola reboteou para Michail Antonio que, na pequena área, bateu forte e sem chance de defesa para Alexander Domínguez.

Publicidade

O tento fez muito bem para os jamaicanos que, em adendo as entradas de Demarai Gray e Michael Hector, passaram a acertar mais passes e transições ofensivas. Algo que, consequenemtente, levou o Equador a passar por momentos consideráveis de apuros na sua retaguarda. A Jamaica, aliás, chegou a ter uma penalidade sob revisão do VAR em toque com o branço de Alan Franco dentro da área. Contudo, o árbitro de campo optou por não marcar a infração.

Nos acréscimos, a seleção da América do Sul transformou o duelo tenso na segunda etapa em triunfo sacramentado. Em contra-ataque letal, Alan Minda disparou pelo lado esquerdo, deixou a marcação pra trás e bateu na saída de Waite. 3 a 1, placar final.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.