Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Milito pede equilíbrio físico no Atlético-MG

Atlético-MG teve queda de rendimento no segundo tempo da partida contra o Cruzeiro e agora terá viagem longa para a Venezuela

Jogada 10|

Foto: Pedro Souza / Atlético
Foto: Pedro Souza / Atlético Foto: Pedro Souza / Atlético (Jogada 10)

Após o empate por 2 a 2 com o Cruzeiro na ida da final do Campeonato Mineiro, o treinador Gabriel Milito admitiu que terá dificuldades para armar o Atlético no embate da volta. O comandante do Galo alertou que a parte física do time ainda não está do jeito que ele quer.

“O grande objetivo nosso é que os jogadores compreendam claramente o plano de jogo antes de cada partida. Precisamos de alta intensidade em todas as partidas. Isso se consegue estando bem fisicamente. Precisamos estar bem. Nessa partida, tiramos muitas conclusões, tanto positivas, quanto negativas. Estamos há cinco dias juntos. É muito pouco”, comentou Milito.

“Se você tem muitas transições na partida, ida e volta, isso gera muito desgaste físico. Se você joga uma partida defendendo no seu campo, há um desgaste físico diferente. Se perdemos rápido a bola, há muito mais desgaste físico. Se conseguirmos ter uma posse maior, quando recuperarmos (a bola no campo do adversário), vamos manter a energia e voltar a atacar. Isso é o dia a dia, o trabalho”, completou Milito.

Por fim, o treinador do Atlético-MG foi questionado sobre a possibilidade de poupar titulares na partida da volta contra o Cruzeiro, no próximo domingo (07), às 15h30. Além do pouco tempo trabalho, o Galo irá encarar o Caracas, na Venezuela, na quinta-feira (04), pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. Milito desconversou:

Publicidade

“É muito importante a recuperação agora. Temos muitas horas de voo, mas vamos estar bem. Conto com um bom elenco. Vou ter em conta o cansaço. O esforço em cada partida será grande. Em função disso, vamos armar o time que vai jogar o próximo jogo. Zaracho, por exemplo, vinha de uma lesão. Lemos teve cãibra”, acrescentou.

Situação adversa na final

Publicidade

Além das questões físicas, Milito tem outro problema para lidar: a vantagem do Cruzeiro, que jogará em casa e tem a vantagem do empate. Para o treinador, o Atlético terá que repetir a atuação que teve no primeiro tempo da partida de ida, quando abriu 2 a 0. 

“Foi um primeiro tempo muito favorável para nós. Neutralizamos bem o Cruzeiro, sem deixar jogar, além de termos critério com a bola. O primeiro tempo me deixa tranquilo. Tivemos qualidade, eles compreenderam como eu quero jogar”, concluiu Milito.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.