Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Milan pode ser punido pela Uefa por problemas na venda do clube

Antiga proprietária segue como gestora do Milan mesmo após processo de venda, em 2022. Ministério Público Italiano investiga o caso...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Isabella Bonotto/AFP via Getty Images
Isabella Bonotto/AFP via Getty Images Isabella Bonotto/AFP via Getty Images (Jogada 10)

O Milan pode sofrer severas sanções esportivas e econômicas a partir da próxima temporada. Isso porque o clube está sendo investigado por possíveis ilegalidades no processo de sua venda, entre os fundos Elliott Management Corporation e RedBird Capital Partners. Segundo a imprensa italiana, o caso aponta que o antigo proprietário ainda permaneça com o controle do clube.

Em entrevista à “EFE”, o ex-integrante do Tribunal Europeu de Arbitragem Desportiva e especialista em direito desportivo, Angelo Cascella, afirma que a agremiação pode ser excluída de torneios continentais e sofrer pesadas multas, além de ser penalizada até no próprio Campeonato Italiano.

“Se o Milan mentiu, escondendo uma propriedade que não corresponde ao que diz ser, o clube poderá ser sancionado com a exclusão das competições da Uefa, ou com multas financeiras”, informou o especialista.

Na última terça-feira (12), a Guarda Financeira Italiana foi até a sede do Milan à procura de documentos que comprovassem a transferência entre os dois fundos de investimentos. Contudo, a indicação é que a Elliott Management Corporation ainda mantenha o controle do Rossonero.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Milan bate Empoli e segue bem colocado no Italiano

“Parece que existem documentos de Milão usados ​​para obter investidores de fundos árabes. E poderiam ser uma espécie de reconhecimento da propriedade do fundo Elliot e não do atual fundo, a RedBird”, afirma Cascella.

Publicidade

O especialista ainda revela que integrantes do conselho de administração são muitos dos que faziam parte da gestão da Elliott Management Corporation, o que pode apontar que a hipótese de venda não seja verdadeira.

O que pode complicar ainda mais o Milan

A Elliott Management Corporation é dona do Lille, da França. Caso ela também mantenha a gestão do Milan, isso implicaria diretamente nos códigos 4 e 5 de competições da Uefa. Este último exclui a possibilidade de um conglomerado ter dois times inscritos no mesmo campeonato. No entanto, Lille e Milan competiram na Liga Europa nesta temporada. Os italianos foram para o torneio após ficarem em terceiro em seu grupo na Liga dos Campeões.

Publicidade

Já o artigo 4 é relacionado à admissão em torneios. O clube pode ser penalizado com a exclusão das competições, podendo ser multado financeiramente. Isso ocorreria com o Milan caso a RedBird tenha realizado a transferência de propriedade do Rossonero de forma ilegal, escondendo bens que não a correspondem.

O Milan anunciou a venda para a RedBird em junho de 2022 por 1,2 bilhão de euros (cerca de R$ 6 bilhões na cotação da época). Todavia, a Elliott permaneceu com participação minoritária.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.