Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Mídia internacional repercute demissão de António Oliveira do Corinthians

Alvinegro paulista oficializa saída do português nesta terça-feira, e notícia ganha destaque nos principais sites esportivos de Portugal...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

António Oliveira não resistiu ao início turbulento do Corinthians no Brasileirão e deixou o comando do clube nesta terça-feira (02), um dia após a derrota no clássico para o Palmeiras. A queda após pouco mais de quatro meses à frente do Alvinegro repercutiu de forma imediata na imprensa portuguesa, que tratou a notícia como previsível.

O site ‘A Bola’, um dos principais de Portugal, largou na frente e divulgou a notícia minutos após a oficialização do Corinthians. Logo depois, a demissão também ganhou destaque nas páginas do ‘Record’ e ‘Mais Futebol’.

“Era uma notícia já esperada, mas que o Corinthians confirmou. António Oliveira já não é mais treinador do ‘timão’. O treinador português não resistiu aos maus resultados obtidos e acabou por ser despedido na tarde desta terça-feira. (…) A gota d’água foi a derrota por 2 a 0 no dérbi paulista contra o Palmeiras”, dizia o trecho da matéria no ‘A Bola’.

Repercussão em Portugal

Publicidade

O ‘Mais Futebol’ também enfatizou a má fase do Corinthians no Campeonato Brasileiro para justificar a demissão de António Oliveira. Na manhã desta terça-feira (02), horas antes da oficialização, o site havia informado sobre as condições desfavoráveis do treinador português à frente do Alvinegro paulista.

“Isto acontece depois de uma série de maus resultados do Corinthians, que situa na 19ª posição da tabela, a penúltima, com apenas nove pontos. Piorou na madrugada de terça-feira, pois o clube perdeu para o Palmeiras de Abel Ferreira”.

Publicidade

Torcedores do Corinthians reagem à queda

A demissão, apesar de celebrada pela supremacia corintiana, não trouxe alívio aos torcedores nas redes sociais. António Oliveira deixou de ser problema, e o debate logo ganhou outro foco: a busca por soluções. Alguns até fizeram questão de avaliar o trabalho do português, mas a maioria aproveitou o espaço para cobrar mais mudanças e indicar nomes para o cargo.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.