Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Messi esteve perto de reviver ‘trauma’ na Copa América

Camisa 10 da Albiceleste chegou a se aposentar da seleção após frustração em disputa de pênaltis

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Mike Stobe/Getty Images

No fim das contas, mesmo que nas penalidades, a Argentina assegurou sua passagem para a semifinal da Copa América ao superar o Equador. Entretanto, o duelo esteve perto de reviver um dos maiores ‘traumas’ de Lionel Messi com a camisa da Albiceleste.

No ano de 2016, Messi disputou a Copa América Centenário, também nos Estados Unidos, e passou por uma disputa de pênaltis em caráter decisivo. Naquela oportunidade, a final da competição, contra o Chile, após empate sem gols. Aquele, aliás, era o segundo ano seguido com a mesma formatação da final do torneio e com o mesmo método para definir o campeão.

Em virtude de ser o cobrador oficial de pênaltis da Albiceleste, Messi ficou encarregado de abrir a série do lado argentino, já que Arturo Vidal tinha batido e parado em defesa de Sergio Romero. O camisa 10 até deslocou Claudio Bravo, mas exagerou na força e viu a pelota passar por sobre o travessão.

Publicidade

Aposentado

Após a confirmação do bicampeonato continental dos chilenos, o peso de passar por mais um capítulo frustrante com a seleção da Argentina gerou uma reação radical. Pouco tempos depois do revés, Messi disse a seguinte frase em entrevista:

Publicidade

“É duro, não é momento de análises. No vestiário, pensei que esse é o final para mim na seleção, não é para mim. É como eu me sinto agora, é uma grande tristeza, mais uma vez, e perdi um pênalti que era muito importante. Tentei muito ser campeão com a Argentina. Mas não aconteceu. Não consegui.”

Retorno ‘relâmpago’

Publicidade

Um mês e meio após a chocante declaração, La Pulga emitiu um comunicado onde chegou a pedir desculpas pela forma como agiu. Além disso, ele informou que havia desistido da aposentadoria da seleção e que ansiava por “dar alguma alegria” aos argentinos. Algo que aconteceria somente cinco anos depois, com a conquista da Copa América de 2021, no Brasil.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.