Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Luxemburgo explica saída de Róger Guedes: ‘Não tinha como evitar’

Treinador lamentou a saída de seu artilheiro na temporada e desconversa sobre reforços no Timão

Jogada 10|

Jogada10
Jogada10 Jogada10

O Corinthians venceu o Newell´s Old Boys por 2 a 1, nesta terça-feira (01), na Neo Química Arena, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Contudo, o técnico Vanderlei Luxemburgo não conseguiu falar sobre a partida em entrevista coletiva. Afinal, o principal assunto do Timão era a saída de Róger Guedes.

O camisa 10 foi liberado para viajar ao Qatar para assinar com o Al-Rayyan e não joga mais pelo Alvinegro. Após a partida, Luxemburgo disse que não tinha como evitar a saída de seu artilheiro.

“Sobre o Róger Guedes, ontem (segunda-feira) nós conversamos. Ele saiu ontem, numa conversa que tivemos. Cara… tem coisas que são impossíveis de não deixar acontecer. É só passar para o lado de vocês, tem coisas que pertencem ao nosso meio, não tem como evitar. Ninguém está dentro do processo para saber o que está sendo feito. É uma coisa do futebol. Ele está liberado para fazer exames, vamos esperar concretizar. Se acontecer, vamos ter que falar da equipe sem o Róger”, disse Luxa, que prosseguiu.

“Mas está com a diretoria, vamos deixar passar os exames. A única coisa decidida é que ele não jogaria hoje. Eu tenho uma experiência com isso aí, desagradável, ele estava indo para o Borussia e acabou tendo uma lesão de ligamento. Recentemente, fui criticado por não colocar o Du e o paraguaio (Balbuena). Com uma lesão, quanto o clube teria que pagar? Eu conversei com o clube, que entendeu, mas nada está sendo feito isoladamente. E esse processo do Róger é do futebol, meio, ambiente e negócio do futebol”, completou o treinador.

Publicidade

E os reforços, Luxemburgo?

Por fim, o treinador também comentou sobre possíveis reforços para a reta final da temporada. Sánchez acabou sendo especulado nos últimos dias, mas o técnico negou que o clube tenha interesse no chileno. Aliás, a janela de transferência se encerra nesta quarta-feira (2).

“Quem falou do Aléxis Sanchez? Ele foi falado externamente, será que foi questionado internamente? Essas coisas são do futebol. Eu tenho que montar a equipe sem o Róger. Vamos falar de uma coisa que aconteceu comigo anos atrás. Quando eu assumi o Santos, foram cinco ou seis jogadores que estavam vendidos e queriam ficar, eu falei: tem que ir embora. E nós fomos campeões brasileiros. Agora, eu vou ter que pensar numa situação sem o Róger. Depois a gente vai falar disso aí. Tem, então, tempo para pensar (risos)”, concluiu Luxa.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.