Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Luciano volta a ser ‘dor de cabeça’ por acúmulo de cartões

Atacante já recebeu 10 cartões amarelos nesta temporada sendo cinco por indisciplina. Ele está fora do duelo contra o Athletico

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

O São Paulo encara o Athletico Paranaense nesta quarta-feira (3), às 21h30, na Ligga Arena, pela 14° rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor vem em um momento de reação, após vencer as últimas duas partidas, mas não terá o seu artilheiro da temporada para o duelo em Curitiba: Luciano.

Afinal, o camisa 10 recebeu o terceiro cartão amarelo, na vitória do Tricolor em cima do Bahia, na rodada passada e terá que cumprir suspensão automática. Contudo, está é a segunda vez no campeonato que ele é impedido de jogar por conta do acúmulo de cartões. O que faz questionar as atitudes do jogador durante os embates.

Dos 10 cartões que juízes deram a Luciano neste ano, metade foi por indisciplina. Aliás, os últimos quatro foram por reclamações. Contra Fluminense e Corinthians, foi advertido por discutir com rivais. Já contra Criciúma e Bahia, recebeu cartão por criticar a arbitragem. Além disso, naLibertadores, contra o Talleres, tomou amarelo  por se envolver numa confusão com o meia Botta.

O cenário entra em contraste do que o próprio camisa 10 no início do ano. Luciano prometeu que iria se ”comportar” mais nesta temporada.

Publicidade

“Esse ano, se não me engano, eu tomei dois cartões só, né? E não foi nem por reclamação, foi porque eu fiz falta. Uma falta eu acho que não foi, e aí o juiz me deu amarelo. Mas eu estou tentando melhorar”, disse Luciano.

Cartões já tiraram Luciano de momentos importantes no São Paulo

Aliás, o acúmulo de cartões já fizeram Luciano perder espaço no time titular. Na semifinal da Copa do Brasil do ano passado, contra o Corinthians, ele marcou um gol e foi advertido na comemoração. Com o amarelo, o jogador ficou fora do duelo de volta.

Publicidade

“No ano passado, perdi a semifinal contra o Corinthians e depois chegou o Lucas jogando muito. O Dorival encontrou o time e não joguei as finais de titular. A gente tem que começar a rever umas coisas, né? E pra esse ano eu comecei a rever isso e estou melhor”, revelou o atacante.

Sem Luciano, o técnico Luis Zubeldía deve empurrar Lucas para o meio de campo. Assim, vai abrir espaço para mais um atacante entrar em campo. Rodrigo Nestor, Ferreirinha e Erick brigam pela vaga.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.