Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Lorena, da Seleção feminina, usará luva exclusiva de patrocinadora

Prestes a disputar a 1ª Olimpíada, atleta do Grêmio usará a bandeira do Brasil em luvas, em material especial confeccionado pela Poker...

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Lívia Villas Boas/CBF

A carreira de um atleta vive cercada de altos e baixos. Seja por momentos em campo, por dificuldades fora ou até mesmo lesões. E foi exatamente por conta de uma lesão que a vida da goleira Lorena se transformou. Afastada dos gramados por 11 meses, a jogadora do Grêmio viveu um momento de incerteza, mas deu a volta por cima com estilo, sendo convocada para a Olimpíada de Paris-2024 nesta semana, com direito a “presente” de seu patrocinador pessoal.

Após sofrer um estiramento de grau 2 no Ligamento Cruzado Anterior do joelho esquerdo, a jogadora precisou passar por uma cirurgia de reconstrução do LCA, durante o auge de sua carreira, como titular da Seleção Brasileira. Depois de quase um ano, retornou aos gramados em fevereiro desse ano. O bastante, portanto, para entrar na lista do treinador Arthur Elias.

“Ser convocada para a Olimpíada é algo imensurável. Essa será a primeira oportunidade que terei de representar meu país em uma competição desse nível. Não esperava ser convocada, mas sempre trabalhei muito para ter essa oportunidade”, disse Lorena.

‘O apoio da Poker é essencial’

Publicidade

Agora, nos Jogos de Paris, na França, a gremista espera retornar à sua melhor fase, e contará com uma “ajuda especial” de seu patrocinador, a marca de luvas nacional Poker, já que a empresa criou um modelo exclusivo para a atleta utilizar na Olimpíada.

“O apoio da Poker é essencial. Antes mesmo de ser patrocinada, eu já usava as luvas da marca, pela qualidade delas. Quando assinei o primeiro contrato com a empresa foi um dia inesquecível na minha carreira. Me sinto, assim, lisonjeada de ter um material exclusivo em uma competição tão gigantesca como a Olimpíada”, disse a goleira.

Publicidade

“Ter uma atleta desse nível nos representando nos Jogos Olímpicos é motivo de muito orgulho. E apoiar o desenvolvimento do futebol feminino no Brasil é quase uma obrigação para nós da Poker. Apoiamos 13 goleiras no país, e esperamos aumentar a marca em breve, para termos novas ‘Lorenas’ surgindo no cenário nacional”, afirmou o gerente de marketing da marca, Everton Argerick.

Lorena sempre no front

Até sua lesão, Lorena era uma das principais atletas da Seleção comandada pela sueca Pia Sundhage. Titular, ajudou o Brasil a conquistar o título da Copa América em 2022, mas ficou fora de toda a temporada 2023, perdendo, assim, a chance de disputar a Copa do Mundo na Austrália e Nova Zelândia.

Na Olimpíada, Lorena terá a companhia da goleira Tainá, do América-MG, e um grupo duro pela frente, com a atual campeã mundial Espanha, o Japão, algoz do país na última edição dos Jogos, e um time da África (Nigéria ou África do Sul). Mas para a goleira, o caminho da Seleção já está traçado:

“Estou muito feliz e tenho certeza de que não faltarão empenho e dedicação do Brasil em busca dessa medalha. Será muito importante para a modalidade no nosso país”, sublinhou.

Até hoje, a melhor colocação do país aconteceu em Atenas-2004 e Pequim-2008, com a medalha de prata, perdendo ambas as finais para os Estados Unidos. Em Atlanta-1996, Sydney-2000 e Rio-2016, o país ficou com a quarta colocação. Já em Londres-2012 e Tóquio-2020, caiu nas quartas de final.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.