Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Leão, Zico, Ronaldo… Dorival Júnior escala a sua Seleção Brasileira de todos os tempos

Leão, Zico, Ronaldo… Dorival Júnior escala a sua Seleção Brasileira de todos os tempos

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

No sábado, dia 23 de março, Dorival Júnior faz seu primeiro jogo como treinador da Seleção Brasileira. No lendário estádio de Wembley, em Londres, a equipe enfrentará a Inglaterra em amistoso, às 16h (horário de Brasília). - Foto: Rafael Ribeiro/CBF
No sábado, dia 23 de março, Dorival Júnior faz seu primeiro jogo como treinador da Seleção Brasileira. No lendário estádio de Wembley, em Londres, a equipe enfrentará a Inglaterra em amistoso, às 16h (horário de Brasília). - Foto: Rafael Ribeiro/CBF No sábado, dia 23 de março, Dorival Júnior faz seu primeiro jogo como treinador da Seleção Brasileira. No lendário estádio de Wembley, em Londres, a equipe enfrentará a Inglaterra em amistoso, às 16h (horário de Brasília). - Foto: Rafael Ribeiro/CBF (Jogada 10 - Galerias)
Antes do momento marcante de sua carreira, Dorival apontou ao jornal inglês “The Guardian” a sua Seleção Brasileira de todos os tempos. - Foto: Rafael Ribeiro/CBF
Antes do momento marcante de sua carreira, Dorival apontou ao jornal inglês “The Guardian” a sua Seleção Brasileira de todos os tempos. - Foto: Rafael Ribeiro/CBF Antes do momento marcante de sua carreira, Dorival apontou ao jornal inglês “The Guardian” a sua Seleção Brasileira de todos os tempos. - Foto: Rafael Ribeiro/CBF (Jogada 10 - Galerias)
O treinador explicou que deixou Pelé de fora da escalação por um motivo elementar: “Ele não é humano. É hors-concours”. - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
O treinador explicou que deixou Pelé de fora da escalação por um motivo elementar: “Ele não é humano. É hors-concours”. - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil O treinador explicou que deixou Pelé de fora da escalação por um motivo elementar: “Ele não é humano. É hors-concours”. - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil (Jogada 10 - Galerias)
Confira a seguir a potente Seleção Brasileira histórica “convocada” pelo novo treinador da equipe pentacampeã mundial! - Foto: Rafael Ribeiro/CBF
Confira a seguir a potente Seleção Brasileira histórica “convocada” pelo novo treinador da equipe pentacampeã mundial! - Foto: Rafael Ribeiro/CBF Confira a seguir a potente Seleção Brasileira histórica “convocada” pelo novo treinador da equipe pentacampeã mundial! - Foto: Rafael Ribeiro/CBF (Jogada 10 - Galerias)
Goleiro: Emerson Leão - esteve nas Copas do Mundo de 1970, 1974, 1978 e 1986, sendo titular na Alemanha e na Argentina. - Foto: Rob Mieremet/Anefo/Wikimedia Commons
Goleiro: Emerson Leão - esteve nas Copas do Mundo de 1970, 1974, 1978 e 1986, sendo titular na Alemanha e na Argentina. - Foto: Rob Mieremet/Anefo/Wikimedia Commons Goleiro: Emerson Leão - esteve nas Copas do Mundo de 1970, 1974, 1978 e 1986, sendo titular na Alemanha e na Argentina. - Foto: Rob Mieremet/Anefo/Wikimedia Commons (Jogada 10 - Galerias)
Lateral-direito: Cafu - capitão na conquista do penta, fez parte também da campanha do tetra. É o brasileiro com mais partidas (20) em Copas e o único a disputar três finais consecutivas - Foto: Divulgação
Lateral-direito: Cafu - capitão na conquista do penta, fez parte também da campanha do tetra. É o brasileiro com mais partidas (20) em Copas e o único a disputar três finais consecutivas - Foto: Divulgação Lateral-direito: Cafu - capitão na conquista do penta, fez parte também da campanha do tetra. É o brasileiro com mais partidas (20) em Copas e o único a disputar três finais consecutivas - Foto: Divulgação (Jogada 10 - Galerias)
Zagueiro: Bellini - Bicampeão do mundo com a Seleção Brasileira (1958 e 1962), foi o capitão da conquista na Suécia e responsável por eternizar o gesto de erguer a taça sobre a cabeça. - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Zagueiro: Bellini - Bicampeão do mundo com a Seleção Brasileira (1958 e 1962), foi o capitão da conquista na Suécia e responsável por eternizar o gesto de erguer a taça sobre a cabeça. - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Zagueiro: Bellini - Bicampeão do mundo com a Seleção Brasileira (1958 e 1962), foi o capitão da conquista na Suécia e responsável por eternizar o gesto de erguer a taça sobre a cabeça. - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil (Jogada 10 - Galerias)
Zagueiro: Aldair - Titular absoluto da zaga ao lado de Márcio Santos na campanha do tetracampeonato, foi também vice em 1998, na França. - Foto: Reprodução/Instagram
Zagueiro: Aldair - Titular absoluto da zaga ao lado de Márcio Santos na campanha do tetracampeonato, foi também vice em 1998, na França. - Foto: Reprodução/Instagram Zagueiro: Aldair - Titular absoluto da zaga ao lado de Márcio Santos na campanha do tetracampeonato, foi também vice em 1998, na França. - Foto: Reprodução/Instagram (Jogada 10 - Galerias)
Lateral-esquerdo: Roberto Carlos - Titular na campanha do pentacampeonato, jogou também os Mundiais de 1998 e 2006. - Foto: Reprodução/Instagram
Lateral-esquerdo: Roberto Carlos - Titular na campanha do pentacampeonato, jogou também os Mundiais de 1998 e 2006. - Foto: Reprodução/Instagram Lateral-esquerdo: Roberto Carlos - Titular na campanha do pentacampeonato, jogou também os Mundiais de 1998 e 2006. - Foto: Reprodução/Instagram (Jogada 10 - Galerias)
Volante: Dunga - Capitão na conquista do tetra, disputou também as Copas do Mundo de 1990 e 1998. Foi o técnico da Seleção Brasileira no Mundial de 2010. - Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Volante: Dunga - Capitão na conquista do tetra, disputou também as Copas do Mundo de 1990 e 1998. Foi o técnico da Seleção Brasileira no Mundial de 2010. - Foto: Lucas Figueiredo/CBF Volante: Dunga - Capitão na conquista do tetra, disputou também as Copas do Mundo de 1990 e 1998. Foi o técnico da Seleção Brasileira no Mundial de 2010. - Foto: Lucas Figueiredo/CBF (Jogada 10 - Galerias)
Meio-campista: Zico - Ídolo do Flamengo, foi um dos símbolos do futebol-arte da Seleção Brasileira de 1982. Jogou também os Mundiais de 1978 e 1986. - foto: Lucas Bayer/Jogada10
Meio-campista: Zico - Ídolo do Flamengo, foi um dos símbolos do futebol-arte da Seleção Brasileira de 1982. Jogou também os Mundiais de 1978 e 1986. - foto: Lucas Bayer/Jogada10 Meio-campista: Zico - Ídolo do Flamengo, foi um dos símbolos do futebol-arte da Seleção Brasileira de 1982. Jogou também os Mundiais de 1978 e 1986. - foto: Lucas Bayer/Jogada10 (Jogada 10 - Galerias)
Meio-campista: Rivellino - Um dos astros da histórica Seleção Brasileira de 70, do tricampeonato, disputou também os Mundiais de 1974, na Alemanha, e 1978, na Argentina. - Foto: Reprodução
Meio-campista: Rivellino - Um dos astros da histórica Seleção Brasileira de 70, do tricampeonato, disputou também os Mundiais de 1974, na Alemanha, e 1978, na Argentina. - Foto: Reprodução Meio-campista: Rivellino - Um dos astros da histórica Seleção Brasileira de 70, do tricampeonato, disputou também os Mundiais de 1974, na Alemanha, e 1978, na Argentina. - Foto: Reprodução (Jogada 10 - Galerias)
Atacante: Ronaldinho Gaúcho - Titular na campanha do pentacampeonato e eleito duas vezes melhor jogador do mundo pela Fifa (2004 e 2005). - Foto: Rafael Ribeiro/CBF
Atacante: Ronaldinho Gaúcho - Titular na campanha do pentacampeonato e eleito duas vezes melhor jogador do mundo pela Fifa (2004 e 2005). - Foto: Rafael Ribeiro/CBF Atacante: Ronaldinho Gaúcho - Titular na campanha do pentacampeonato e eleito duas vezes melhor jogador do mundo pela Fifa (2004 e 2005). - Foto: Rafael Ribeiro/CBF (Jogada 10 - Galerias)
Atacante: Ronaldo Fenômeno - Artilheiro e principal símbolo da Seleção pentacampeã em 2002, também esteve na campanha do tetra e disputou ainda as Copas de 1998 e 2006. - Foto: Thais Magalhães/CBF
Atacante: Ronaldo Fenômeno - Artilheiro e principal símbolo da Seleção pentacampeã em 2002, também esteve na campanha do tetra e disputou ainda as Copas de 1998 e 2006. - Foto: Thais Magalhães/CBF Atacante: Ronaldo Fenômeno - Artilheiro e principal símbolo da Seleção pentacampeã em 2002, também esteve na campanha do tetra e disputou ainda as Copas de 1998 e 2006. - Foto: Thais Magalhães/CBF (Jogada 10 - Galerias)
Atacante: Romário - O Baixinho foi o principal protagonista do tetracampeonato, nos Estados Unidos. Fez cinco gols naquela edição. - Foto: José Cruz/Agência Brasil
Atacante: Romário - O Baixinho foi o principal protagonista do tetracampeonato, nos Estados Unidos. Fez cinco gols naquela edição. - Foto: José Cruz/Agência Brasil Atacante: Romário - O Baixinho foi o principal protagonista do tetracampeonato, nos Estados Unidos. Fez cinco gols naquela edição. - Foto: José Cruz/Agência Brasil (Jogada 10 - Galerias)
Depois de enfrentar a Inglaterra, a Seleção Brasileira comandada por Dorival Júnior fará outro amistoso de peso contra a Espanha, dia 26, terça-feira, no Santiago Bernabéu, em Madri. - Foto: Staff Images/CBF
Depois de enfrentar a Inglaterra, a Seleção Brasileira comandada por Dorival Júnior fará outro amistoso de peso contra a Espanha, dia 26, terça-feira, no Santiago Bernabéu, em Madri. - Foto: Staff Images/CBF Depois de enfrentar a Inglaterra, a Seleção Brasileira comandada por Dorival Júnior fará outro amistoso de peso contra a Espanha, dia 26, terça-feira, no Santiago Bernabéu, em Madri. - Foto: Staff Images/CBF (Jogada 10 - Galerias)
Dorival recebeu convite da CBF no início do ano e deixou o São Paulo para assumir a Seleção Brasileira após o italiano Carlo Ancelotti anunciar que seguiria no Real Madrid, frustrando o presidente Ednaldo Rodrigues. - Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net
Dorival recebeu convite da CBF no início do ano e deixou o São Paulo para assumir a Seleção Brasileira após o italiano Carlo Ancelotti anunciar que seguiria no Real Madrid, frustrando o presidente Ednaldo Rodrigues. - Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net Dorival recebeu convite da CBF no início do ano e deixou o São Paulo para assumir a Seleção Brasileira após o italiano Carlo Ancelotti anunciar que seguiria no Real Madrid, frustrando o presidente Ednaldo Rodrigues. - Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net (Jogada 10 - Galerias)
No segundo semestre de 2023, a equipe canarinho foi comandada interinamente por Fernando Diniz, técnico do Fluminense. A má campanha nas seis primeiras rodadas das Eliminatórias acendeu o sinal de alerta na CBF. - Foto: Vitor Silva/CBF
No segundo semestre de 2023, a equipe canarinho foi comandada interinamente por Fernando Diniz, técnico do Fluminense. A má campanha nas seis primeiras rodadas das Eliminatórias acendeu o sinal de alerta na CBF. - Foto: Vitor Silva/CBF No segundo semestre de 2023, a equipe canarinho foi comandada interinamente por Fernando Diniz, técnico do Fluminense. A má campanha nas seis primeiras rodadas das Eliminatórias acendeu o sinal de alerta na CBF. - Foto: Vitor Silva/CBF (Jogada 10 - Galerias)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.