Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Landiz faz balanço do futebol, não descarta contratações e fala sobre legado no Flamengo

Presidente do Flamengo relembra os títulos conquistados desde 2019 e afirma que esta é a melhor fase da história do clube

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Com duas Libertadores, dois Brasileiros, uma Copa do Brasil, duas Supercopas, uma Recopa e quatro Cariocas, Rodolfo Landim vem tendo uma passagem vitoriosa pelo Flamengo. Na opinião do presidente rubro-negro, este é o melhor momento da história do clube.

“Vou fazer um balanço do futebol. Quando assumi, tinha 58 anos de Libertadores. O Flamengo tinha disputado uma final, que tinha ganhado. Estamos indo para sexta Libertadores em sequência. Desses cinco anos, disputamos três finais e ganhamos duas. O Brasileiro existia há 48 anos. No entanto, nós tínhamos ganhado seis vezes, mesmo considerando toda era Zico. Dá uma média de um campeonato em cada oito anos. Estamos aqui há cinco anos e ganhamos duas vezes… Em termos de desempenho do futebol, não tenho dúvida que Flamengo está vivendo sua melhor fase desde sua criação“, disse Landim ao “ge”.

LEIA MAIS: Landim abre jogo sobre SAF: ‘Flamengo nunca vai deixar de ser plural’

Contratações para 2024

O Flamengo atualmente conta com um elenco completo e qualificado. No entanto, Rodolfo Landim não descarta novas contratações na próxima janela de transferências.

“A gente entende que está com um plantel bastante bom agora. No entanto, é claro que vamos ficar olhando. Afinal, é um processo contínuo que a gente faz de avaliação do desempenho dos nossos jogadores. Quando montamos um plantel, foi para isso. Espero que não tenha lesão nenhuma e que todos os jogadores estejam bem até a segunda janela. A gente vai vendo se tem lesão, como fica o plantel. Sim, pode ser que a gente vá ao mercado na segunda janela para fazer alguma”, afirmou Landim.

Legado no Flamengo

Aliás, Rodolfo Landim está no Flamengo desde 2019 e encerra seu mandato no fim de 2024. O presidente, dessa forma, espera deixar um legado de evolução e crescimento para os próximos mandatários do clube.

“O que eu quero deixar como legado? Eu entendo que todos nós que estamos aqui vamos passar. É uma corrida de revezamento. Vem um presidente, e eu tenho que passar o bastão para o próximo. No fim do ano, eu vou passar o bastão para o próximo. E eu espero que ele receba esse bastão numa condição em que ele tenha a chance de vencer as competições que ele vai disputar com muito mais facilidade do que quando recebi o bastão. Meu trabalho é de pegar o bastão, correr mais do que os outros e passar para o próximo para que ele possa continuar com as conquistas do Flamengo”, revelou Landim.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.