Jogada 10 Justiça preserva vítima, mas libera presença da imprensa no julgamento de Daniel Alves

Justiça preserva vítima, mas libera presença da imprensa no julgamento de Daniel Alves

Tribunal de Barcelona liberou acesso da imprensa no julgamento de Daniel Alves, mas vítima e familiares não poderão ser filmados

Jogada 10
Foto: Reprodução/Instagram

Foto: Reprodução/Instagram

Jogada 10

O Tribunal de Barcelona tomou uma nova decisão sobre o julgamento do lateral brasileiro Daniel Alves. O caso será julgado a partir desta segunda-feira (5), e a imprensa poderá acompanhar de dentro a audiência. No entanto, a vítima e seus familiares terão de ser preservados.

A vítima não poderá ser filmada. Essa, aliás, foi uma das condições para liberação da imprensa.  Os familiares dela também devem ser preservados.

A tendência é que o julgamento dure três dias. Ao todo, 28 testemunhas serão ouvidas. São pessoas das duas partes, tanto da acusação quanto da defesa. As sessões serão presididas por Isabel Delgado Pérez, acompanhada de Luís Belestá Segura e Pablo Diez Noval.

Daniel, aliás, deve ser ouvido já nesta segunda-feira. Outras seis testemunhas serão ouvidas no mesmo dia. As restantes vão falar no segundo dia de julgamento. O terceiro dia será utilizado para entrega de relatórios, analises de imagens e conclusões do caso.

Como está a situação de Daniel Alves

O jogador está preso desde 20 de janeiro de 2023. Ele é suspeito de crime sexual contra uma jovem de 23 anos, no fim de dezembro. A Justiça, aliás, ordenou a prisão após depoimentos contraditórios do jogador brasileiro. A acusação pede pena máxima, portanto, 12 anos de reclusão pelas leis da Espanha. O Ministério Público, por sua vez, pede nove anos de reclusão.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas