Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Jornalista pede a demissão de técnico dos Estados Unidos

Avaliação é de que Gregg Berhalter não foi capaz de extrair o melhor da atual geração

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto: Eduardo Munoz/AFP via Getty Images EDUARDO MUNOZ/AFP via Getty Images

Em campanha de caráter frustrante, a seleção dos Estados Unidos ficou ainda na primeira fase da Copa América, torneio do qual é o país sede. Por isso, um correspondente da ‘ESPN’ norte-americana pediu, claramente, a demissão do técnico Gregg Berhalter.

Jeff Carlisle, em análise que foi ao ar nesta terça-feira (2), pontuou o grau de responsabilidade, pela queda precoce, entre treinador e jogadores. Porém, a inconsistência em manter o que foi chamado de “exibições animadoras” na Copa do Mundo de 2022 é ponto que pesa para a mudança de comando técnico.

“Os jogadores merecem parte da culpa? Pode apostar que sim. Mas Berhalter também tem de assumir a responsabilidade por esse desempenho. Como consequência, a Federação de Futebol dos EUA precisa seguir em frente e encontrar um novo técnico que possa gerar melhor o tipo de impulso que a Copa do Mundo de 2026 tem o potencial de proporcionar”, escreveu Jeff, agregando:

Publicidade

“Para ser claro, há motivos mais amplos para a chegada de um novo técnico do que os resultados de apenas um torneio. O mais grave é que os EUA não fizeram nenhum progresso perceptível em relação às exibições animadoras na Copa do Mundo de 2022, quando uma equipe jovem chegou ao mata-mata. A expectativa era que o núcleo jovem da equipe melhorasse e desse os próximos passos para se juntar à elite mundial.”

Semelhança ‘suspeita’

Publicidade

Em entrevista coletiva, o diretor esportivo Matt Crocker afirmou que o momento é de fazer uma “análise abrangente” dos desempenhos na Copa América. Nesse sentido, Carlisle fez um paralelo com a seleção feminina onde, em contexto semelhante de frustração, o então técnico (Vlatko Andonovski) deixou o cargo.

“Isso soa suspeitamente semelhante ao processo ocorrido depois que as mulheres dos Estados Unidos foram eliminadas da Copa do Mundo de Futebol Feminino, no ano passado, nas oitavas de final, em sua eliminação mais precoce de um Mundial. Algumas semanas depois, o então técnico, Vlatko Andonovski, pediu demissão. Não será uma surpresa se Berhalter tiver um resultado semelhante”, concluiu Jeff Carlisle.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.