Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

João Paulo completa um mês lesionado e mostra processo de recuperação no Santos

João Paulo tem longo caminho pela frente, está em trabalho com a fisioterapia e está no primeiro de quatro estágios da recuperação

Jogada 10

Jogada 10|Do R7


Foto- Raul Baretta/ Santos FC.

O goleiro João Paulo, do Santos, completou um mês da cirurgia para reconstituição do Tendão de Aquiles esquerdo. O jogador sofreu a grave lesão na derrota do Peixe para o América, por 2 a 1, no Independência, pela Série B.

João Paulo foi submetido a procedimento cirúrgico, o primeiro em sua carreira. E garante que o apoio de sua família foi fundamental para o seu crescimento.

“Nunca tinha passado por nada parecido. No momento eu fiquei triste pela lesão e também por tudo que envolveu aquele momento, já que acabou saindo o gol também. Mas foi muito difícil, mas depois minha família, minha esposa, meus amigos, companheiros e torcedores me passaram muito apoio. Fiquei mais tranquilo depois da cirurgia e estou motivado. Busquei entender que se aconteceu aquela lesão é porque tinha que acontecer, então agora é manter a cabeça erguida e trabalhar para poder voltar o quanto antes”, afirmou.

Publicidade

O jogador faz trabalho com a fisioterapia. No entanto, o retorno aos gramados ainda deve demorar um pouco. Afinal, ele está apenas no primeiro de quatro estágios da programação de recuperação.

“Nessa fase inicial o João ainda está com pouca mobilidade. Mas com quatro meses após a cirurgia, ele já estará iniciando alguns trabalhos no campo, acompanhado pela fisioterapia em uma transição mista, evoluindo com pliometria e estímulos proprioceptivos. Apresentando evolução nessa fase, ele já estará entregue para a preparação de goleiros e liberado para trabalhar normalmente com o restante do grupo”, explicou o fisioterapeuta Marcelo Amâncio.

Publicidade

Apenas na torcida

O arqueiro, aliás, garante que tem sido complicado acompanhar o time apenas como torcedor. Mas que dá conselhos ao gleiro Brazão, qe o substitui.

“Quando você está dentro de campo sabe que consegue ajudar seus companheiros de alguma forma. E quando está de fora, infelizmente, não tem muito o que fazer a não ser torcer. Tenho conversado com o Brazão no dia a dia. Tento passar um pouco de tranquilidade para ele. Todo mundo sabe que ele é um grande goleiro, tem uma experiência internacional, que é para poucos. Já vestiu a camisa da Seleção. Então, é um goleiro que tem total confiança do grupo para poder fazer um grande trabalho”, concluiu.

O Santos entra em campo na próxima segunda-feira (1), na Vila Belmiro, contra a Chapecoense.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.