Jogada 10 JK mira gol na final do Mundial e celebra momento no Flu: ‘Não posso errar’

JK mira gol na final do Mundial e celebra momento no Flu: ‘Não posso errar’

Atacante do Fluminense confessa que gosta de disputar jogos decisivos e revela conselhos importantes de Fernando Diniz

Jogada 10
Photo by CARL DE SOUZA / AFP

Photo by CARL DE SOUZA / AFP

Jogada 10

Antes de marcar gols decisivos e se tornar ídolo do Fluminense, John Kennedy viveu muitos momentos conturbados na carreira. O atacante, dessa forma, celebrou seu atual momento na equipe tricolor e afirmou que não pretende mais vacilar.

“Já está no meu subconsciente, ficou gravado, não posso errar, não posso dar mole, não só por ele (Fernando Diniz), mas por mim, pela minha família. Quando voltei a fazer gols importantes, subiu o assédio de novo. Hoje já estou conseguindo lidar com isso, tenho ajuda, mas hoje está mais fácil”, disse JK ao “ge”.

Trunfo do Fluminense

O atacante marcou gol na final da Libertadores, estufou as redes na semifinal do Mundial e agora vai ter uma decisão diante do Manchester City. Assim, John Kennedy afirmou que está confiante para final e revelou que gosta de disputar jogos decisivos.

“Desde novo sempre gostei desses jogos assim, mais competitivos, mais difíceis. Carimba mais na história do que pontos corridos. Estou confiante, pensando positivo, espero fazer gol também. Se depender de mim, vou fazer”, afirmou JK.

Ajuda de Diniz

John Kennedy estava no Ferroviário, mas precisou sair do clube por casos de indisciplina. Assim, Fernando Diniz resolveu dar uma chance ao atacante no Fluminense. O centroavante atualmente é um dos destaques da equipe tricolor e pode ser um trunfo importante na final do Mundial.

“Na parte de me tirar da zona de conforto, não acreditar que só talento vai ser bom, vai me levar a algum lugar. Ele (Fernando Diniz) sempre me lembra isso. Só ser bom não vai fazer eu chegar em algum lugar e ser vitorioso”, concluiu JK.

LEIA MAIS: Felipe Melo manda recado para torcida antes da final: ‘Tudo é possível’

Aliás, Fluminense e Manchester City medem forças na próxima sexta-feira (22), às 15h, na Arábia Saudita, pela final do Mundial de Clubes. John Kennedy vai ficar como opção no banco de reservas e deve ser um dos trunfos de Fernando Diniz no segundo tempo. O atacante pode ser decisivo em mais um título expressivo do clube em 2023.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas