Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Irmão de Daniel Alves e os boatos de suicídio do ex-jogador: ‘Vocês não têm família?’

Boato sobre suicídio de Daniel Alves surgiu na tarde de sábado (9) e repercutiu muito nas redes sociais

Jogada 10|

Foto: Jordi Borras/AFP via Getty Images
Foto: Jordi Borras/AFP via Getty Images Foto: Jordi Borras/AFP via Getty Images (Jogada 10)

O irmão de Daniel Alves, Ney Alves, criticou os boatos do suicídio do jogador. Aliás, a falsa notícia apareceu no X, ex-Twitter, no sábado (9), e pegou todos de surpresa.

“Quanta crueldade do ser humano! Condenaram meu irmão pela fala de uma mulher que adentrou o banheiro masculino. Fazer o quê? Só ela e ele sabem. Quantas vezes vou ter que falar isso? Mas você já condenaram o cara. Não basta já? Ele está preso. Aí agora, a maior loucura, agora vocês querem a morte, querem desejar a morte, querem ver meu irmão morto”, começou Ney.

O irmão do atleta brasileiro falou, também, em “maldade” pelo boato.

“Que crueldade é essa? Meu pai tem mais de 70 anos, minha mãe mais de 60. Vocês não têm família, não? Essas páginas que ficam espalhando essas coisas. Que Deus, assim, tenha misericórdia da vida de vocês”, postou Ney, no Instagram.

Publicidade

Inicialmente, a notícia da suposta morte de Daniel Alves surgiu no Twitter, no perfil de Paulo Albuquerque, às 16h19 de sábado.

“A informação que me chega é que Daniel Alves se matou”.

Publicidade

No entanto, horas depois o jornalista Acaz Fellegger, assessor de imprensa de Daniel Alves negou a informação. O comunicador, aliás, informou que teve contato com a advogada. O jogador tomará as devidas medidas jurídicas.

“A informação foi plantada no Twitter pelo perfil de Paulo Albuquerque, do Rio de Janeiro. Sem nenhum fundamento. Nenhuma veracidade. Falei, então, com a advogada. Ela deve processar esse irresponsável”, disse à Rádio Itatiaia.

Publicidade

Daniel Alves já teve protocolo antisuicídio

A imprensa espanhola noticiou, recentemente, as condições psicológicas de Daniel Alves. Afinal, a administração do presídio Brians 2, aliás, chegou a acionar o protocolo contra o suicídio para evitar algo pior.

Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão em regime fechado, acusado de estuprar uma jovem de 24 anos. O crime aconteceu em uma boate, no fim de 2022.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.