Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gallardo angaria números modestos e eliminações no Al-Ittihad

Treinador passou de ídolo na Argentina a ter trabalho ameaçado no Oriente Médio

Jogada 10

Jogada 10|Do R7

Foto: Twitter/Al Ittihad

Entre 2014 e 2022, o técnico argentino Marcelo Gallardo constituiu um legado muito vitorioso pelo clube onde também foi jogador, o River Plate. Todavia, nem de longe ele tem conseguido o mesmo nível de sucesso na Arábia Saudita. Mais especificamente, no comando do Al-Ittihad.

Nesse sentido, diante do enorme potencial de investimentos recente dos clubes árabes, Gallardo chegou ao clube de Jidá para comandar um elenco de caráter estelar. Como alguns nomes, figuras da ordem de N’Golo Kanté (ex-Chelsea), Fabinho (de passagem pelo Liverpool) e Karim Benzema, com linda história e caráter de idolatria no Real Madrid.

Ao todo, são 30 partidas disputadas pelo Al-Ittihad com o treinador argentino no banco de reservas e o retrospecto marca a inconstância de sua trajetória. No período, são 15 vitórias, dois empates e 13 derrotas.

Publicidade

Alguns dos reveses, aliás, custaram caro as pretensões da equipe na temporada, já que ocorreram em torneios como Mundial de Clubes, Liga dos Campeões da Ásia, Supercopa da Arábia Saudita e Campeonato Saudita. Desse modo, além das sentidas eliminações, principalmente, no Mundial e na Champions asiática, Os Tigres não estiveram nem perto da briga pelo título o qual conquistou na temporada passada.

Ciente da instabilidade

Publicidade

Na última semana, a passagem frustrante de Marcelo Gallardo foi simbolizada pela acachapante goleada de 5 a 0 sofrida contra o Al Ettifaq, clube treinador pelo também famoso ex-jogador Steven Gerrard. Além das vaias intensas vindas da própria torcida, o Muñeco reconheceu os problemas, em entrevista coletiva, antes mesmo do duro revés em território árabe:

“Quando perdemos, as pessoas falam sobre os erros de forma muito exagerada. Sou responsável por tudo o que acontece na equipe. Estou em dívida com o público por seu apoio. Sou uma pessoa direta e não fujo da responsabilidade. Enfrentamos muitas dificuldades, mas nós e os jogadores estamos comprometidos com o trabalho e analisaremos a situação antes de tomar decisões internas. Os jogadores se comprometeram conosco durante o último período e não sei o que acontecerá no próximo. Temos de estudar a situação. Conversaremos com os responsáveis sobre como concluir a temporada.”

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook .

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.